Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2022
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 22º

Isabel Moreira: "Triste que a direção do PSD se renda à extrema-direita"

Críticas surgem na sequência da votação para o 'vice' da Assembleia da República, para o qual o nome do Chega foi rejeitado pela 3.ª vez.

Isabel Moreira: "Triste que a direção do PSD se renda à extrema-direita"
Notícias ao Minuto

10:35 - 23/09/22 por Notícias ao Minuto

Política Isabel Moreira

A deputada Isabel Moreira comentou, esta sexta-feira, o apelo feito ontem pelo líder parlamentar do Partido Social Democrata (PSD), que pediu aos deputados da sua bancada para votarem a favor do candidato do Chega apara vice-presidente da Assembleia da República [AR].

"É espantoso que ainda tenha de se debater a eleição por voto secreto e livre dos vice-presidentes da AR. Indica quem tem direito a indicar e apura - se democraticamente o resultado. Ponto., rematou numa publicação partilhada no Twitter.

"É evidente que para a esquerda e pelos vistos para uma parte do PSD há critérios claros", continua  a socialista, criticando o apelo de Joaquim Miranda Sarmento. 

"Ainda assim a maioria dos deputados do PSD alinharam com Montenegro. Triste que a direção do PSD se renda à extrema-direita. Perigoso", referiu.

Isabel Moreira não foi a única a apontar o dedo ao representante, já que também a ex-eurodeputada Ana Gomes criticou os "arranjos" do presidente do PSD com o Chega. 

De acordo com o resultado anunciado no final do plenário, Rui Paulo Sousa, deputado eleito por Lisboa e vice-presidente da bancada do Chega, obteve 64 votos favoráveis e 137 brancos, quando precisava de 116 votos a favor para ser eleito. Votaram 213 dos 230 deputados, numa eleição feita por voto secreto em urna.

Apesar de o resultado ter sido o mesmo das 'tentativas' anteriores - o Chega manteve-se sem um 'vice' da AR -, desta feita, PS e PSD 'entraram' mais diretamente na discussão. 

Durante a tarde, o líder parlamentar do PS, Eurico Brilhante Dias, anunciou que iria votar contra a eleição do deputado Rui Paulo Sousa para o cargo de vice-presidente da Assembleia da República,.

Ainda antes da votação no Parlamento, Luís Montenegro, presidente do PSD, fez questão de salientar que deu uma orientação no sentido de se votar favoravelmente ao nome proposto pelo partido de André Ventura, por "respeito pela Democracia" e pelo "povo português", negando que tal fosse uma aproximação ao partido de extrema-direita. 

Leia Também: Costa e Montenegro voltam a reunir-se hoje para discutir Aeroporto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório