Meteorologia

  • 01 OUTUBRO 2022
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 27º

PCP espera entre 900 e 1.000 delegados na conferência de novembro

O PCP espera entre 900 e 1.000 delegados na Conferência Nacional do partido, em novembro, e todos os militantes podem apresentar propostas de alteração ao projeto de resolução a partir de hoje e até 27 de outubro.

PCP espera entre 900 e 1.000 delegados na conferência de novembro
Notícias ao Minuto

15:41 - 22/09/22 por Lusa

Política PCP

De acordo com o regulamento publicado na edição de hoje do 'Avante!', a Conferência Nacional do PCP vai ser "constituída por delegados eleitos diretamente pelas assembleias plenárias e por delegados por inerência" na proporção de um delegado por 70 militantes.

Questionado pela Lusa, fonte oficial do partido referiu que são esperados "900 e 1.000 delegados" na conferência que vai realizar-se no Pavilhão Municipal do Alto do Moinho, em Corroios, no concelho do Seixal, mas o número exato apenas deverá ser conhecido com a aproximação da data".

"Nos casos das or­ga­ni­za­ções nas quais es­teja ins­crito um nú­mero de mi­li­tantes do Par­tido in­fe­rior a 70, os or­ga­nismos de res­pon­sa­bi­li­dade ime­di­a­ta­mente su­pe­rior, no sen­tido de pro­curar ga­rantir a todos os mi­li­tantes do Par­tido o di­reito de ele­gerem e serem eleitos como de­le­gados à Con­fe­rência Na­ci­onal, podem convocar As­sem­bleias Ple­ná­rias agru­pando di­fe­rentes or­ga­ni­zações, res­pei­tando a pro­porção de um de­le­gado por 70 mi­li­tantes do par­tido ins­critos", esclarece o regulamento.

Os delegados por inerência são 129 os membros do Comité Central, incluindo o secretário-geral, Jerónimo de Sousa, os membros da Comissão Central de Controlo e os membros da direção nacional da juventude comunista.

Na edição de hoje do jornal comunista também foi publicado o projeto de resolução da Conferência Nacional do PCP, que inclui como objetivos a formação de 1.000 quadros até ao final de 2024, o reforço contínuo das fileiras do partido e da sua ação junto dos trabalhadores, através das estruturas sindicais, por exemplo, a CGTP.

O objetivo da conferência é auscultar os militantes para reenquadrar o PCP, por isso, o texto não é final. Fonte do partido referiu que qualquer militante pode fazer alterações ao projeto de resolução a partir de hoje e até 27 de outubro, podendo propor alterações ao que quiser no documento de 16 páginas.

As propostas de alteração também podem sair das assembleias plenárias das organizações locais. No entanto, apenas os militantes que pertençam a uma determinada estrutura podem participar nas reuniões dessa estrutura. Militantes que pertençam a mais do que uma, são 'alocados' àquela onde "normalmente pagam" as quotas.

A quarta Conferência Nacional vai realizar-se entre 12 e 13 de novembro. Segundo o PCP, a auscultação às estruturas comunistas tem como objetivo reenquadrar o partido à realidade nacional -- a maioria absoluta do PS e a degradação das condições de vida dos portugueses -- e internacional -- a incerteza em relação à reconfiguração da paisagem geopolítica internacional e aquilo que o partido apelida de "postura de confrontação" dos Estados Unidos e da NATO contra a Rússia e a China.

Leia Também: PCP quer formar mil quadros até final de 2024 e recrutar novos militantes

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório