Meteorologia

  • 03 OUTUBRO 2022
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 27º

Assédio FDUL. Isabel Moreira pede que outras instituições tomem medidas

Deputada socialista acredita que caso em torno da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa é "transversal".

Assédio FDUL. Isabel Moreira pede que outras instituições tomem medidas

A socialista Isabel Moreira defendeu, esta quarta-feira, que todas as universidades deviam “tomar medidas” no que diz respeito a casos de assédio por parte de professores. 

Recorde-se que a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa abriu um canal para receber denúncias de assédio e discriminação e, em 11 dias, recebeu 50 queixas - 10% relativas a  professores, segundo noticiou o Diário de Notícias. A posição da deputada do Partido Socialista (PS) surgiu em reação a uma nova notícia do jornal, que refere que o processo disciplinar a um professor desta instituição terminou com uma pedido de desculpas às queixosas como sanção. Isabel Moreira entende que este não será caso único e, por isso, pede ação por parte das instituições de Ensino Superior.

"É evidente que isto é transversal. Todas as universidades deviam tomar medidas", escreveu numa publicação partilhada no Twitter.

Sublinhe-se que, após o caso ser conhecido, os estudantes universitários anunciaram que vão concentrar-se em frente à Reitoria da Universidade de Lisboa, na quinta-feira, "contra o machismo e o assédio sexual nas instituições de ensino". 

Também a Faculdade de Direito de Lisboa anunciou hoje a criação de um gabinete de apoio e aconselhamento jurídico para vítimas de assédio e discriminação dentro da sua comunidade académica. 

Leia Também: Marcelo conheceu "casos de problemas" na FDUL, mas "poucos"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório