Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2022
Tempo
12º
MIN 8º MÁX 19º

Secretário-geral adjunto do PS sobe a ministro da Administração Interna

José Luís Carneiro foi ontem nomeado ministro da Administração Interna, depois de ter estado a desempenhar funções de secretário-geral adjunto do Partido Socialista desde 2019.

Secretário-geral adjunto do PS sobe a ministro da Administração Interna

Com 50 anos, José Luís Carneiro regressa ao Ministério da Administração Interna (MAI) depois de ter sido assessor do gabinete do secretário de Estado Adjunto do ministro da Administração Interna entre 1999 e 2000, na altura desempenhado por Carlos Zorrinho de um Governo chefiado por António Guterres.

Licenciado em Relações Internacionais e mestre em Estudos Africanos, o docente universitário foi o "número dois" da direção do PS e deputado na Assembleia da República na última legislatura.

O novo ministro da Administração Interna foi chefe de gabinete do grupo parlamentar do PS entre 2000 e 2002 na liderança de Francisco Assis, tendo mais tarde, em fevereiro de 2005, sido eleito deputado do PS e no parlamento integrou a Comissão dos Negócios Estrangeiros e eleito membro da Assembleia Parlamentar Euro-Mediterrânica.

Presidente da Câmara Municipal de Baião entre o 02 de novembro de 2005 e 23 de outubro de 2015, José Luís Carneiro foi um dos elementos do "núcleo duro" do anterior líder do PS, António José Seguro.

Enquanto autarca, foi membro do Comité das Regiões, do Conselho Geral da Associação Nacional dos Municípios Portugueses, do Conselho Económico e Social e presidente do Conselho da Comunidade do ACES-Tâmega e da Cooperativa de Desenvolvimento Regional "dólmen".

Foi também presidente da Associação Nacional dos Autarcas Socialistas entre 04 de janeiro de 2014 e 23 de outubro de 2015 e liderou a Federação Distrital do Porto do PS (a maior deste partido no país) entre 16 de junho de 2012 e 4 de março de 2016.

José Luís Carneiro foi ainda secretário de Estado das Comunidades Portuguesas entre 2015 e 2019.

O novo ministro vai tutelar a Secretaria de Estado da Proteção Civil, que regressa ao novo executivo depois de ter deixado de existir na última legislatura, e a Secretaria de Estado da Administração Interna.

Leia Também: José Luís Carneiro alerta para consequências económicas da guerra

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório