Meteorologia

  • 29 JUNHO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 24º

IL denuncia "entendimento" para que PCP tivesse mais lugares na 1.ª fila

O presidente da Iniciativa Liberal denunciou hoje um "entendimento" entre PS, PCP e BE para que os comunistas tivessem três lugares na primeira fila do parlamento, mais do que os dois da IL, que tem mais deputados.

IL denuncia "entendimento" para que PCP tivesse mais lugares na 1.ª fila

As críticas foram feitas hoje no final da conferência de líderes por João Cotrim de Figueiredo.

Na reunião, foi também abordada a pretensão da IL de se sentar ao meio do hemiciclo, entre PS e PSD, mas que não terá acolhimento pelo menos no primeiro plenário da XV legislatura - que deverá realizar-se em 29 de março -, continuando os deputados do partido a sentarem-se ao lado dos do Chega.

A porta-voz da conferência de líderes, a socialista Maria da Luz Rosinha, explicou que este órgão só tomou decisões para o primeiro plenário, remetendo para a nova composição da conferência de líderes decisões sobre a restante legislatura, não estando ainda fixada a próxima reunião.

João Cotrim Figueiredo assegurou que irá insistir na alteração de lugar da IL nessa próxima conferência de líderes, mas admitiu que não lhe parece que possa haver consenso, lamentando que o parlamento esteja preso da divisão clássica esquerda/direita em que o partido não se revê.

No entanto, o deputado disse ter tomado conhecimento, na reunião de hoje da conferência de líderes, de uma sugestão, que classificou como "absolutamente inaceitável".

"Por entendimento entre o PS, PCP e BE, a arrumação daria ao PCP três lugares na primeira fila, mais do que os previstos para a IL (dois). Isso não faz sentido nenhum", disse, lembrando que o PCP elegeu seis deputados e a IL oito.

"Esta não é uma questão de arrumação de lugares, os lugares na primeira fila têm leitura política", defendeu.

No entanto, acrescentou, não será este afinal o arranjo no primeiro plenário da nova legislatura, porque o presidente da Assembleia da República "num exercício de grande independência" assumiu a proposta que vinha dos serviços e que, disse, "não são sujeitos a estes arranjinhos entre os partidos da esquerda, dos partidos que já cá estão há muito tempo e que se acham donos do parlamento".

"Vão ter dois lugares na primeira fila o BE, vai ter dois lugares o PCP, vai ter dois lugares a IL. Mesmo assim poderia haver uma proporção diferente, mas só discutimos estas matérias quando é manifestamente injusto e nos querem tomar por tolos", afirmou.

De acordo com o presidente da IL, o partido Chega, que passou a ter 13 deputados, terá três lugares na primeira fila.

Quando ao posicionamento da IL no hemiciclo, o deputado disse que existiram contactos nas últimas semanas com o PS, afirmando que "a reação na altura não correspondeu à reação de hoje" do partido na reunião.

"As combinações com o PS não são de fiar", considerou.

No entanto, fonte oficial da bancada socialista nega que tenha havido qualquer pré-acordo com a IL ou contacto formal para a viabilização das suas pretensões, admitindo-se apenas que os socialistas não se oporiam caso existisse um entendimento dos liberais com o PSD, mas os sociais-democratas já tinham manifestado publicamente ser contra.

Leia Também: UE está pronta para impor mais sanções à Rússia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório