Meteorologia

  • 03 JULHO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 29º

"Não é o momento para deixar o país desperdiçar oportunidades", diz Livre

O Livre foi o primeiro partido a ser ouvido pelo primeiro-ministro, esta terça-feira, no Palácio de São Bento.

"Não é o momento para deixar o país desperdiçar oportunidades", diz Livre

António Costa ouve esta terça-feira os vários partidos no Palácio de São Bento, tendo começado pelo Livre, representado por Pedro Mendonça, que fez disse ter sido "uma boa primeira reunião".

O porta-voz do Livre explicou que, para o partido, "esta não é uma legislatura qualquer, é uma legislatura muito importante para o desenvolvimento do país", visto que "será responsável pela execução do PRR” e permitirá “uma revisão constitucional". 

O Livre reconhece que "este não é o momento para deixar o país desperdiçar oportunidades de desenvolvimento de médio e longo prazo" e, como tal, nesta primeira reunião, foram debatidos diversos temas, entre eles o Trabalho e a Segurança Social, o financiamento do Ensino Superior e o projeto englobado no novo pacto verde que trata do aquecimento das casas. 

Segundo avança Pedro Mendonça, foram discutidas "questões para a mudança concreta da vida dos cidadãos", como, por exemplo, as propostas do Livre para a semana de quatro dias de trabalho. No entanto, o porta-voz, admitiu que trata-se apenas de uma fase inicial e que "tudo terá que ser visto ao longo de meses e de prática".

"Mais do que reuniões entre partidos e o Governo, trata-se, para o Livre, de uma convergência mais alargada", frisou, esclarecendo que uma das convergências abordadas "passa por um novo modelo de desenvolvimento para o país que junte contribuições além do governo, além do Livre, dos outros partidos de esquerda e dos outros partidos ecologistas e progressistas".

O partido acredita que "essa pluralidade da esquerda e da ecologia é essencial para fazer um bom plano para um novo modelo de desenvolvimento" e que as "reuniões devem ser plurais e constantes". O Livre já enviou convites aos partidos de esquerda a convocar reuniões, mas até ao momento não obteve resposta por parte de nenhum.

Quanto às medidas de combate à Covid-19, Pedro Mendonça mencionou apenas que o Livre mantém a sua posição, ou seja, pretende "ouvir os peritos", acrescentando: "Sem ouvir os peritos seria da nossa parte bastante irresponsável estarmos a avançar já com soluções que possamos ter em mente".

Leia Também: Porto. Livre condena Governo por demolição da antiga estação da Boavista

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório