Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 24º

PR felicita cientistas que alcançaram recorde de energia de fusão nuclear

Como esclarece o Presidente, esta trata-se de uma nova tecnologia que "permite gerar eletricidade, substituindo os processos poluentes atuais de produção de energia".

PR felicita cientistas que alcançaram recorde de energia de fusão nuclear
Notícias ao Minuto

12:19 - 11/02/22 por Ema Gil Pires

País Ciência

Marcelo Rebelo de Sousa endereçou as suas felicitações aos cientistas que alcançaram, de forma sustentada, um novo recorde de energia de fusão, através de uma nota publicada no site da Presidência da República. Em causa estava um teste que visava preparar a operacionalização do maior reator de fusão nuclear experimental do mundo, em construção em França.

Na referida nota, o Presidente da República "felicita os cientistas Europeus, incluindo a equipa dos professores Bruno Gonçalves e Gonçalo Figueira do Instituto Superior Técnico, por terem atingido um valor recorde de 59 megajoules de energia de fusão de um modo sustentado". Como explica Marcelo Rebelo de Sousa, tal foi possível "através do uso do dispositivo do Joint European Torus (JET), uma iniciativa da União Europeia".

O Presidente lembra que esta se trata de uma nova tecnologia que "permite gerar eletricidade, substituindo os processos poluentes atuais de produção de energia". Além do mais, trata-se ainda de um procedimento que não tem "os riscos associados à fissão nuclear e aos seus resíduos".

Referindo-se à questão das alterações climáticas, cujos "efeitos" já são sentidos pela comunidade internacional, Marcelo Rebelo de Sousa destaca que os resultados desta experiência "demonstram a urgência de encontrar soluções alternativas para este problema", bem como a "utilidade da fusão como uma fonte de energia sustentável, segura, eficiente, e com baixas emissões de carbono".

Esta trata-se de uma conquista que irá servir para "preparar a operacionalização do que será no futuro o maior reator de fusão experimental do mundo, o International Thermonuclear Experimental Reactor (ITER)". E sublinha ainda, neste contexto, "o trabalho incessante da comunidade científica nacional que nos honra a todos".

Leia Também: Marcelo discursa em cimeira sobre oceanos em França e janta com Macron

Recomendados para si

;
Campo obrigatório