Meteorologia

  • 24 MAIO 2022
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Catarina Martins na feira dos agradecimentos, apoios, queixas e lamentos

Apesar de o calendário marcar quarta-feira, para a coordenadora do BE, Catarina Martins, Famalicão foi a quinta feira seguida em campanha, onde ouviu apoios e agradecimentos, queixas de pensionistas e ex-combatentes, mas também lamentos pelo chumbo do orçamento.

Catarina Martins na feira dos agradecimentos, apoios, queixas e lamentos
Notícias ao Minuto

14:23 - 26/01/22 por Lusa

Política Legislativas

O som da gaita de foles, as bandeiras do BE de todas as cores, os "gritos de guerra" do partido e as muitas câmaras e jornalistas deixavam perceber quem estava na feira que a comitiva bloquista tinha chegado, mas quando vislumbravam Catarina Martins, muitos não escondiam a sua surpresa e entusiasmo.

"Aí, a Catarina! Bom dia!", ouviu-se de uma senhora, cujo sorriso rasgado se conseguia ouvir na voz.

A líder do BE foi seguindo, distribuindo os bons dias, jornais, abraços e os "murros" amistosos que substituíram os beijos em tempos pandémicos -- "tem que ser um abracinho que agora não podemos dar beijos", disse Catarina a uma senhora que a quis cumprimentar.

A coordenadora do BE tem apontado a necessidade de afastar a direita do Governo nos seus discursos e na banca das opiniões nesta feira de Famalicão essa preocupação teve "compradores".

"Está tudo bem se a direita não for para o poder. Se for para o poder, está mau", disse-lhe, mais à frente, um homem, que avisou a líder bloquista de que, se "a direita for para o poder, tem o apoio do Salazar, Chega".

Na caravana ouviram-se queixas em tom bom disposto e sotaque nortenho que obrigaram Catarina Martins a voltar atrás -- "E eu, não tenho direito?", atirava uma vendedora -- e até novos pregões vindos de quem vendia frutas e legumes: "Votem na Catarina".

Entre bancas, a bloquista encontrou uma senhora que se apresentou como socialista "há muitos anos" e que considerou "uma pena aquilo que se deu" porque gostava que os antigos parceiros de 'geringonça' se tivessem todos entendido no orçamento e assim "escusava de se passar o que se está a passar".

"Está toda a gente convencida de que o Rio que ganha", avisou esta socialista, tendo Catarina Martins respondido prontamente: "não ganha nada".

"Vamos votar as duas, não vai haver cá Rio nenhum", disse-lhe a líder do BE.

Antes, Catarina Martins tinha ouvido um agradecimento.

"Bom dia, eu só queria agradecer porque eu hoje estou reformado à custa da vossa lei porque vós apertastes o Governo porque eu tinha 46 anos de descontos e 60 anos de idade", disse, diante de uma Catarina Martins visivelmente contente.

Foi quando a caravana parou para as habituais declarações aos jornalistas que se aproximou um antigo combatente, uma longa conversa em que este homem terminou em lágrimas e lamentando o esquecimento a que sente estarem votados estes militares.

"O Governo que tenha vergonha do que está a fazer", disse o homem, perante o compromisso de Catarina Martins de que não se esquece dos ex-combatentes e da injustiça que considera serem vítimas.

Leia Também: PSD quer alternativas porque boletins de voto não chegaram à Venezuela

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório