Meteorologia

  • 27 MAIO 2022
Tempo
32º
MIN 16º MÁX 35º

Jerónimo de regresso à campanha: "Quem abre a porta à Direita é Costa"

Secretário-geral do PCP acusa o PS de admitir acordos com o PSD.

Jerónimo de regresso à campanha: "Quem abre a porta à Direita é Costa"

Jerónimo de Sousa discursou esta quarta-feira, na Moita, no regresso à campanha eleitoral e não foi parco nas críticas. O secretário-geral do PCP acusou o primeiro-ministro António Costa de ser ele a abrir a porta à Direita e criticou um Bloco Central que diz fazer-se notar com as conversas dos últimos dias. 

"Quem abre a porta à Direita é António Costa com estas conversas que tem tudo ultimamente", enfatizou.

Jerónimo começou por apontar que "há quem use todos os truques e manhas para fazer crer que nestas eleições tudo se decide entre o PS e o PSD", ignorando o PCP ou o PEV. 

Numa crítica a um possível Bloco Central, o comunista acrescenta que manter o PS ou PSD no poder é manter "no essencial as mesmas políticas sem solução para os problemas nacionais"

"Foi com esse objetivo que se engendraram estas eleições, para que não haja soluções e se volte ao passado que tem condenado o país ao atraso", apontou ainda.  

"Veja-se como Rio e Costa falam, para lá dos seus encenados confrontos. Rio a oferecer-se para dar uma mão ao PS, e Costa a anunciar a sua disponibilidade para negociar Orçamentos de Estado com o PSD", sublinha ainda o secretário comunista. "Tudo feito para fugir à influência do PCP e do PEV", acrescenta. 

O secretário-geral do PCP regressou esta quarta-feira ao 11.º dia da campanha eleitoral para as ações da CDU, depois da intervenção cirúrgica a que foi submetido no dia 13 de janeiro. 

Leia Também: "Cumprirei o mandato que me derem, sejam quais forem as condições"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório