Meteorologia

  • 25 MAIO 2022
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 26º

Ventura desafia direita a comprometer-se com programa 'Portagens Zero'

O presidente do Chega, André Ventura, desafiou na noite de terça-feira todos os partidos de direita a comprometerem-se com um programa nacional chamado 'Portagens Zero', reiterando a vontade de lhes pôr fim.

Ventura desafia direita a comprometer-se com programa 'Portagens Zero'
Notícias ao Minuto

06:48 - 26/01/22 por Lusa

Política Legislativas

"Do Algarve, quero desafiar todos os outros partidos de direita - todos os que podem formar uma maioria de Governo -, a comprometerem-se com os algarvios e com os portugueses num grande programa nacional chamado 'Portagens Zero'", disse o líder daquele partido de extrema-direita, no final de um jantar-comício num hotel em Faro.

Segundo Ventura, o lançamento desse programa será "condição essencial de um Governo" e espera "apoio de todos os partidos que formem o próximo Governo de Portugal".

Ao longo de toda a campanha, a proposta do fim das portagens tem sido um tema quase diário nos discursos de André Ventura, apesar de o documento de 100 medidas de Governo do seu partido não referir a abolição de todas as portagens, antes "em vários troços rodoviários do país, particularmente na A23 e na A22" (conhecida como Via do Infante), no Algarve.

No discurso, Ventura frisou que o Chega é "estruturalmente avesso a portagens", considerando que estas "penalizam o desenvolvimento" e que, no caso do Algarve, enviam "as pessoas para a estrada da morte, paralela à Via do Infante".

"Que todos percebam que as portagens são mesmo para acabar. Não são para reduzir nem 1%, nem 10%, nem 15%. É para acabar", asseverou, recordando também as promessas do primeiro-ministro, António Costa, de terminar com as portagens na autoestrada que atravessa o distrito de Faro.

André Ventura realçou ainda que espera um "grande resultado" no Algarve por parte do Chega, acusando o Governo de não ter apoiado aquela região, fortemente penalizada pela pandemia.

Antes de o presidente do partido discursar, o cabeça de lista por Faro, Pedro Pinto, mostrou-se confiante que o Chega consiga eleger dois deputados por aquele círculo eleitoral (André Ventura, nas presidenciais, teve um resultado acima da média nacional no Algarve).

"O Algarve de hoje é só turismo e miséria", criticou Pedro Pinto.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística, em 2020, o Algarve tinha um poder de compra acima da média nacional.

Leia Também: PS nunca ficará refém e dependente da extrema-direita, diz Costa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório