Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Diploma da Eutanásia devolvido à AR. "Este foi um veto cínico"

Líder parlamentar do Bloco de Esquerda critica a decisão do Presidente da República e garante que "não será o cinismo presidencial a ter a última palavra".

Diploma da Eutanásia devolvido à AR. "Este foi um veto cínico"

O líder parlamentar do Bloco de Esquerda, Pedro Filipe Soares, criticou, na noite desta quinta-feira, a decisão do Presidente da República de devolver ao Parlamento o decreto sobre morte medicamente assistida, classificando este como "um veto cínico".

O bloquista assegura, numa publicação no Twitter, que "não será o cinismo presidencial a ter a última palavra".

"A eutanásia será legal, mais cedo do que tarde. A próxima legislatura limpará da nossa memória este desumano veto de Marcelo Rebelo de Sousa", escreveu ainda.

O Presidente da República decidiu ontem devolver, sem promulgação, o decreto da Assembleia da República sobre morte medicamente assistida, envolvendo a eutanásia e o suicídio medicamente assistido. 

Marcelo Rebelo de Sousa pede que sejam clarificados os conceitos de "doença grave", "doença incurável" e "doença fatal" como causa para o recurso à morte medicamente assistida.

Leia Também: Presidente da República veta a lei da eutanásia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório