Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Conselho Nacional do CDS? "Não participo em encenações, nem em farsas"

João Almeida não vai estar presente no Conselho Nacional do CDS que se realiza esta sexta-feira, dia 26.

Conselho Nacional do CDS? "Não participo em encenações, nem em farsas"

O deputado João Almeida não vai estar presente no Conselho Nacional do CDS  marcado "com caráter de urgência" para esta sexta-feira, dia 26.

Numa publicação feita no Facebook, o ex-secretário de Estado da Administração Interna acusa a direção do CDS de "procurar,  num órgão carregado de inerências de membros de órgãos escolhidos pelo presidente do partido, a legitimidade que recusou ao impedir a realização do congresso que estava agendado"

"Não participo em encenações, nem em farsas", acrescenta anunciando que, por essa razão, não estará presente nem se fará substituir. Um "protesto" que manterá até que "a normalidade democrática e política volte ao CDS". "E isso só acontecerá em Congresso", finaliza. 

João Almeida, recorde-se, disputou a liderança do partido com o atual líder, Francisco Rodrigues dos Santos. Tem sido um dos críticos da direção e decidiu sair do Parlamento no final desta legislatura, que termina mais cedo depois da dissolução da Assembleia da República na sequência do chumbo do Orçamento do Estado para 2022. Quem também vai deixar o Parlamento, depois das eleições de 30 de janeiro, é Cecília Meireles.

"A decisão mais serena e mais leal é que cumprindo o mandato até ao fim, fazendo estas três semanas, com a dissolução do Parlamento, eu porei um ponto final na minha vida parlamentar e em cargos partidários, ou seja, deixo o Parlamento e planeio virar uma página e começar uma vida nova", afirmou, no início do mês. A centrista, que abandonará os cargos políticos mas que se manterá militante, disse não ter outra opção depois das declarações de Rodrigues dos Santos no último Conselho Nacional, que acusou alguns  militantes de "terrorismo político". 

O CDS vai reunir o Conselho Nacional esta sexta-feira para definir as linhas do programa eleitoral que vai apresentar às eleições legislativas de janeiro, bem como tomar posição sobre uma eventual coligação com o PSD na Madeira.

Esta reunião extraordinária do órgão máximo do CDS entre congressos, marcada "com caráter de urgência", deverá começar pelas 21h00, e vai decorrer por videoconferência.

Em cima da mesa vão estar as eleições legislativas de 30 de janeiro do próximo ano.

Leia Também: CDS-PP marca Conselho Nacional para esta sexta-feira

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório