Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 16º

Edição

"Ajudar Rangel é um ato de coerência face ao que tenho defendido"

Miguel Poiares Maduro enumerou as razões que o levaram a aceitar o convite de Paulo Rangel para coordenar o seu programa eleitoral de candidatura a presidente do PSD.

"Ajudar Rangel é um ato de coerência face ao que tenho defendido"

Miguel Poiares Maduro apontou, esta quinta-feira, no Twitter, as razões que o levaram a aceitar o convite de Paulo Rangel para coordenador das bases do programa eleitoral da candidatura deste a líder do PSD.

Revelou o antigo ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional que, “além da estima pessoal e intelectual” que tem por Paulo Rangel, há “três razões fundamentais” para apoiar a sua candidatura e aceitar coordenar o seu programa.

Primeiro, defendeu Poiares Maduro, “os próximos tempos vão confrontar-nos com uma escolha fundamental entre quem tem como projeto de Governo o regresso ao passado (o ‘antes da Troika’; ironicamente, o que nos trouxe a Troika) e quem quer oferecer ao país um projeto de futuro e reformador”.

Outra das razões que levou o social-democrata a aceitar o convite foi “a escolha fundamental entre um projeto político moderado e reformista – que exclui políticas radicais - e quem contribuiu para a polarização política e para um projeto prisioneiro de forças políticas radicais e, logo, incapaz de reformar o país”.

Por fim, destacou Poiares Maduro, “nenhum projeto político será eficaz na conquista da confiança dos portugueses ou na promoção de reformas na economia e no Estado se não começar por reformar a nossa cultura política e a qualidade das nossas instituições”. E, para o antigo governante, a candidatura de Rangel está em alinhamento com esta missiva.

“Paulo Rangel percebeu isto. Ajudá-lo é um ato de coerência face ao que tenho defendido. Será fantástico poder trabalhar, entre outros, com Fernando Alexandre. É um dos nossos melhores economistas, mas também um amigo e alguém com quem partilho uma visão comum sobre políticas públicas”, evidenciou ainda Poiares Maduro.

Leia Também: Rangel quer eleições em fevereiro. Poiares Maduro será seu coordenador

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório