Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2021
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 14º

Edição

"Se é para uma situação insustentável, é melhor dar a voz ao povo"

PSD/Madeira vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022, mas Miguel Albuquerque diz-se "disponível para conversar". Mas vinca: "É bom para Portugal que este Governo caia".

"Se é para uma situação insustentável, é melhor dar a voz ao povo"

"Se a situação, neste momento, é para levar o país para uma situação insustentável, é melhor haver uma clarificação política e dar a voz ao povo". Quem o diz é o presidente do Governo Regional da Madeira que falou, esta quarta-feira aos jornalistas onde garantiu que o voto do PSD/Madeira será contra o Orçamento do Estado para 2022. Mas está "disponível para falar". 

"A questão é esta: os derrotados nas Autárquicas, que são o PCP e o BE, estão a chantagear o país e querem levar o país à ruína com exigências que são incomportáveis no atual quadro legislativo e face à crise que está no horizonte", começou por referir o líder do PSD/Madeira, Miguel Albuquerque.

Contudo, no atual quadro legislativo, "este Orçamento, tal como está, para além de quebrar um valor de mais de 77 mil milhões de euros de impostos, tem um conjunto de premissas que vão levar o país para a ruína e para um novo resgate", considerou Miguel Albuquerque.

O presidente do Governo Regional da Madeira disse ainda estar "sempre disponível para colaborar e trabalhar para bem do país, levando em conta aqueles que são os interesses da Madeira", ressalvando, porém, que "ninguém" conversou consigo.

"O voto foi aquele que foi anunciado: contra. Só se houvesse uma mudança súbita. A bem do país e a bem da região estamos sempre disponíveis para conversar", vincou. "Estou disponível para conversar com quem quiser conversar comigo".

Para Albuquerque, os "partidos de extrema-esquerda" - referindo-se a PCP e BE - "nunca devem fazer parte do arco da governação". E foi mais longe: "É bom para Portugal que este Governo caia".

Também hoje, Rui Rio, líder do PSD, já tinha confirmado que todos os votos da bancada social-democrata irão ser contra o Orçamento: "O que eu disse ontem mantém-se. O PSD decidiu votar contra o OE2022. Por acaso, a Comissão Política da Madeira também decidiu a mesma coisa. Portanto, os 79 deputados vão votar contra a proposta", reiterou.

De lembrar que na proposta do OE2022, cuja votação está marcada para esta tarde, estão previstas transferências para a Madeira de 217.210.880 euros, no âmbito da Lei das Finanças das Regiões Autónomas, menos 15 milhões do que os 232.260.213 previstos no Orçamento do Estado de 2021.

Dos 217 milhões de euros previstos para o próximo ano, 173.768.704 serão recebidos pela Madeira ao abrigo do artigo 48.º da Lei das Finanças das Regiões Autónomas (transferências orçamentais) e 43.442.176 no âmbito do artigo 49.º (fundo de coesão para as regiões ultraperiféricas).

[Notícia atualizada às 11h53]

Leia Também: AO MINUTO: Rio chegou atrasado mas garante: "79 votos do PSD são contra"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório