Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

"Sou um homem de consensos, que gosta de incluir as pessoas nas decisões"

Carlos Moedas vai almoçar com os funcionários da higiene urbana de Lisboa, depois de ter vencido as Autárquicas, na capital, com 34,25% dos votos.

"Sou um homem de consensos, que gosta de incluir as pessoas nas decisões"

Carlos Moedas cumpre, esta segunda-feira, a sua primeira promessa de campanha eleitoral, ao almoçar com os funcionários de higiene urbana da Câmara de Lisboa, no refeitório municipal dos Olivais.
 

Aos jornalistas presentes no local, o presidente da autarquia, eleito ontem com 34,25% dos votos, começou por explicar que esta era "uma promessa importante" porque sentiu, na passada sexta-feira, que estes trabalhadores se sentiam "abandonados".

"Por isso vim aqui hoje, porque lhes prometi. Na sexta-feira disse-lhes: 'Se eu ganhar, venho cá'", contou, salientando que, apesar de este ser um "gesto simbólico", "é muito importante" para o que deve ser a governação de uma autarquia.

"O sinal é ouvir as pessoas. É trabalhar com as pessoas. Eu sou um homem de consensos, sou um homem que gosta de incluir as pessoas nas decisões", sublinhou, acrescentando que o objetivo da sua visita ao refeitório dos Olivais é começar já hoje a "trabalhar para encontrar soluções para aquilo que são os grandes problemas que hoje se vivem".

Ainda sobre este assunto, Carlos Moedas recordou que "disse sempre que estaria ao lado dos mais frágeis, para ajudá-los". "É isso que eu quero fazer, é essa a minha missão, não tenho outra", atirou.

Antes de terminar a sua intervenção, o social-democrata reiterou que conta "com todos os partidos" para governar a Câmara Municipal de Lisboa da melhor forma possível.

"Conto com todos os partidos, com todos os vereadores. Aliás, tudo aquilo que são os projetos, tudo aquilo que são as minhas propostas serão trabalhados com todos, com todos aqueles que foram eleitos. Aliás, dou aqui mais uma vez os parabéns a todos aqueles que foram eleitos e que hoje são vereadores na cidade de Lisboa e com quem trabalharei com muito gosto. Aliás, já recebi mensagens de vários, de outras forças políticas e já os congratulei e agradeci. E penso que é isso, é trabalhar em conjunto. Temos de deixar esta política da fricção e passarmos para uma política da construção de soluções para os resultados", considerou.

O social-democrata Carlos Moedas foi eleito presidente da Câmara Municipal de Lisboa, com 34,25% dos votos, nas eleições autárquicas de domingo, 'roubando' a autarquia ao PS, que liderou o executivo autárquico da capital nos últimos 14 anos.

Carlos Moedas vai suceder na presidência da Câmara Municipal de Lisboa ao socialista Fernando Medina, que se recandidatou ao cargo pela coligação Mais Lisboa (PS/Livre).

Segundo os resultados oficiais divulgados hoje pelo Ministério da Administração Interna, a coligação Novos Tempos Lisboa (PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança) conseguiu sete vereadores, com 34,25% dos votos (83.121 votos); a coligação Mais Lisboa obteve sete vereadores, com 33,3% (80.822 votos); a CDU (PCP/PEV) dois, com 10,52% (25.528 votos); e o Bloco de Esquerda (BE) conseguiu um mandato, com 6,21% (15.063).

Leia Também: Moedas 'conquistou' Lisboa ao PS. Os resultados das autárquicas em Lisboa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório