Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2021
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Ambiente é um pilar do Volt, diz candidato a Lisboa

O candidato do Volt Portugal à presidência da Câmara de Lisboa, Tiago Matos Gomes, disse hoje que a defesa do ambiente é um dos pilares do partido, que pela primeira vez concorre a eleições, nas autárquicas do próximo domingo.

Ambiente é um pilar do Volt, diz candidato a Lisboa
Notícias ao Minuto

14:39 - 24/09/21 por Lusa

Política Autárquicas

"Um dos pilares do partido é a defesa do ambiente e construirmos uma sociedade amiga do ambiente, que vá tentar, de alguma forma, minimizar aquilo que são as alterações climáticas, seja a nível local, seja a nível nacional, seja a nível europeu", disse à Lusa Tiago Matos Gomes, no topo do Parque Eduardo VII, em Lisboa, onde hoje um grupo do Volt se juntou à "greve climática", o movimento estudantil que se manifesta em defesa de políticas ambientais.

Para Tiago Matos Gomes, "a Câmara de Lisboa não está ainda a fazer o suficiente" para mitigar os efeitos das alterações climáticas e do aumento das temperaturas.

"Consideramos que Lisboa não se preparou para o aumento massivo de turismo e não podemos agora, mais uma vez, não estar preparados para o que aí vem", afirmou.

Entre as propostas do Volt para Lisboa estão a criação de "um sistema de corredores verdes" que liguem os parques e jardins da cidade "através de ruas arborizadas e ajardinadas" e a criação de um segundo parque florestal, nos terrenos ocupados atualmente pelo aeroporto de Lisboa, disse o candidato do Volt a presidir à Câmara de Lisboa, que encontrou nesta "greve climática" outros candidatos ao cargo, como Manuela Gonzaga (PAN) e Beatriz Gomes Dias (BE).

Este "segundo pulmão de Lisboa", a par de Monsanto, é uma proposta que "não é para já", realçou Tiago Matos Gomes, que explicou que o Volt Portugal defende a opção de um novo aeroporto em Alcochete, com uma terceira travessia do Tejo para a ligação a Lisboa, e depois, então, o desmantelamento progressivo do atual aeroporto da cidade, com os terrenos a serem ocupados por um novo parque florestal.

Neste último dia de campanha, a candidatura a Lisboa do Volt vai fazer ainda uma arruada entre o Campo Pequeno e a Praça do Município, onde o partido fará os discursos de encerramento. O dia terminará com a projeção do vídeo de campanha no Largo Camões.

Tiago Matos Gomes disse que a "recetividade das pessoas na rua" ao Volt "foi fantástica" e que no domingo saberá se isso se reflete em votos, mas congratulou-se por hoje "boa parte da população" saber "que o Volt existe" e "o que é o Volt".

"Isso é muito bom para nós, para um partido que surgiu há cerca de um ano", considerou.

Além de Tiago Matos Gomes, concorrem à presidência da Câmara de Lisboa, atualmente liderada pelo PS, Fernando Medina (coligação PS/Livre), Carlos Moedas (coligação PSD/CDS-PP/PPM/MPT/Aliança), Beatriz Gomes Dias (BE), Bruno Horta Soares (IL), João Ferreira (CDU -- PCP-PEV), Nuno Graciano (Chega), Manuela Gonzaga (PAN), João Patrocínio (Ergue-te), Bruno Fialho (PDR), Sofia Afonso Ferreira (Nós, Cidadãos!) e Ossanda Líber (movimento Somos Todos Lisboa).

Leia Também: Volt quer aumentar participação dos cidadãos na tomada de decisão

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório