Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

PAN diz que erradicação de habitações precárias ajuda a combater estigmas

A porta-voz do PAN, Inês Sousa de Real, que visitou hoje o concelho da Amadora, defendeu a necessidade de acelerar os processos de erradicação de habitações precárias, considerando tratar-se de uma medida essencial para "combater estigmas".

PAN diz que erradicação de habitações precárias ajuda a combater estigmas
Notícias ao Minuto

15:35 - 22/09/21 por Lusa

Política Autárquicas

"Se o desafio da habitação é um desafio para todas as cidades, a habitação digna e esse primeiro direito, aqui neste município, e em particular em bairros como este, é um direito por efetivar", apontou aos jornalistas a porta-voz do Pessoas-Animais-Natureza (PAN).

Inês de Sousa Real participou ao início desta tarde numa ação de campanha do candidato do PAN à presidência da câmara da Amadora, Carlos Macedo, que teve lugar na freguesia das Águas Livres.

Um dos pontos de paragem foi no bairro precário da Estrada Militar, na Damaia de Cima, onde vivem cerca de 200 pessoas.

"Não podemos continuar em pleno século XXI a ter habitações precárias como esta. A câmara [Amadora] tem de dar uma resposta mais célere a estas pessoas que vivem aqui neste bairro. Não estamos a falar apenas de pessoas adultas. Vivem aqui crianças. Tudo isto tem muito impacto no que é a estigmatização destas crianças", sublinhou.

Para a porta-voz do PAN, a resolução dos problemas habitacionais é o primeiro passo para responder às questões de mobilidade e de melhoria do espaço público.

"Quando as pessoas vivem em bairros como estes, que são ilhas dentro da cidade, em que não há acesso do pavimento adequado, não há acesso dos transportes públicos de uma forma mais direta, não estamos de facto a contribuir para que as ditas cidades dos 15 minutos sejam uma realidade para todas as pessoas, em particular para a população mais desfavorecida", argumentou.

Além de Carlos Macedo, concorrem à presidência da Câmara Municipal da Amadora, a atual presidente, Carla Tavares (PS), Suzana Garcia (PSD/CDS-PP/Aliança/MPT/PDR), António Borges (CDU), Deolinda Martin (BE), José Dias (Chega), Gil Garcia (MAS, Henrique Tigo (PPM/RIR) e Nuno Ataíde (IL).

O atual executivo é formado por sete eleitos do PS, dois da coligação Amadora Mais (PSD/CDS-PP), um da CDU (PCP/PEV) e um do BE.

As eleições para os cidadãos escolherem a configuração de executivos municipais, assembleias locais e juntas de freguesia estão marcadas para domingo.

Em Portugal, há 308 municípios (278 no continente, 19 nos Açores e 11 na Madeira) e 3.092 freguesias (2.882 no continente, 156 nos Açores e 54 na Madeira).

Leia Também: Autárquicas: PAN diz que PRR deve ser "bazuca humanitária"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório