Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2021
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

PSD quer que Câmara de Leiria assuma a concessão das termas de Monte Real

O cabeça de lista do PSD à Câmara de Leiria, Álvaro Madureira, defendeu hoje que a autarquia deverá assumir a concessão das termas de Monte Real, como forma de impulsionar o turismo no concelho.

PSD quer que Câmara de Leiria assuma a concessão das termas de Monte Real
Notícias ao Minuto

13:58 - 21/09/21 por Lusa

Política Autárquicas

Numa ação de campanha junto à Câmara de Leiria, onde a comitiva distribuiu panfletos com o seu programa e máscaras cor de laranja, Álvaro Madureira considerou que Monte Real "está a definhar".

"Não há vida, não há movimento e as infraestruturas hoteleiras estão fechadas. Não há emprego, havia um comércio que girava à volta das termas e hoje em dia não existe nada", lamentou.

Lembrando que "as termas são um recurso do domínio público", o PSD propõe que a Câmara Municipal "negoceie com o empresário detentor da concessão para [autarquia] ficar com essa concessão".

"Ao dono da concessão não interessa explorar, porque não tem retorno, só existem custos. Como é um bem que interessa à região e ao concelho, temos de assumir essa concessão. Outros municípios também já o fizeram", constatou.

Para Álvaro Madureira, esta seria uma forma de impulsionar o turismo, uma vez que as pessoas ficariam "alojadas em Leiria" e far-se-ia "um roteiro mais abrangente".

"Não podemos ter um turismo só de passagem, que vai a Fátima, vem ver o castelo e vai embora. Temos de ter um turismo em que as pessoas fiquem cá uns dias e vão depois visitar o nosso concelho", sublinhou o candidato, vereador do PSD na Câmara de Leiria, liderada por Gonçalo Lopes (PS).

Falando de Monte Real, Álvaro Madureira aproveitou para insistir na abertura da Base Aérea n.º 5 (BA5) à aviação civil. "Temos aqui seis milhões de visitantes em Fátima e muitos emigrantes. Leiria é um motor económico, como sabemos, tem muitas empresas e há uma internacionalização dos nossos produtos. Temos de ter um aeroporto que receba voos específicos para esta zona, porque não vamos tirar visitantes a Lisboa e ao Porto, vamos é trazer mais pessoas a esta região", defendeu.

Segundo o candidato, a decisão de abrir a BA5 prende-se com a "falta de força política" de Leiria. "Temos de ter um presidente e uma câmara fortes para aglutinar todos os outros concelhos aqui à volta, formarmos um grupo como se está a formar na [candidatura] Capital Europeia da Cultura, crescer e ter uma política comum bem defendida por todos os desta região. Não podemos ter os de Coimbra, como lhes dá jeito em alturas de eleições, dizer que vão fazer um aeroporto", criticou.

Álvaro Madureira frisou que Monte Real já tem uma infraestrutura criada, que pode ser de "utilização para fins militares e também fins civis" e "rentabilizar os recursos que são muitos escassos".

Nas últimas eleições autárquicas, em 2017, o PS manteve a liderança da Câmara de Leiria, conquistando oito mandatos, enquanto o PSD obteve três.

São também candidatos à Câmara de Leiria nas eleições autárquicas de dia 26 o presidente da Câmara, Gonçalo Lopes (PS), Pedro Machado (PAN), Marcos Ramos (Iniciativa Liberal), Luís Paulo Fernandes (Chega), Luís Miguel Silva (BE), Fábio Seguro Joaquim (CDS-PP/MPT), Filipe Honório (Livre) e Sérgio Silva (CDU).

Leia Também: Bloco quer acabar com recurso da Câmara de Leiria ao trabalho temporário

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório