Meteorologia

  • 16 OUTUBRO 2021
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Ataíde defende redução de impostos para ajudar comerciantes da Amadora

O candidato da Iniciativa Liberal (IL) à presidência da Câmara Municipal da Amadora, Nuno Ataíde, visitou hoje os comerciantes e defendeu uma redução dos impostos para os ajudar a recuperar dos prejuízos causados pela pandemia.

Ataíde defende redução de impostos para ajudar comerciantes da Amadora
Notícias ao Minuto

14:23 - 18/09/21 por Lusa

Política Autárquicas

"Admiro os nossos comerciantes. Ainda terem a porta aberta, mesmo depois do sofrimento da pandemia", declarou à agência Lusa Nuno Ataíde, durante uma arruada esta manhã na freguesia da Mina de Água.

Munido de canetas e 'flyers', o cabeça de lista da IL entrou em vários espaços comerciais para ouvir as preocupações dos comerciantes, num momento de recuperação pós-pandemia da covid-19.

A falta de apoios, sobretudo do Governo, foi a principal queixa escutada por Nuno Ataíde.

"Da Câmara ainda tivemos uma pequena ajuda. A recuperação tem sido muito lenta. Houve uma renda que não consegui pagar. Falei com o senhorio e ele deixou-me que a pague quando puder", contou um dos lojistas.

Para fazer face a estas dificuldades, o candidato da IL entende que "é indispensável baixar impostos municipais".

"Os comerciantes locais, aqueles que realmente fazem mexer a economia, estão a ser prejudicados em muitas vertentes. Aquilo que a Câmara pode fazer é efetivamente baixar as derramas, baixar os impostos que todos nós pagamos, porque é depois o nosso dinheiro que vai fazer estas lojas voltar a movimentar", argumentou.

A título de exemplo, Nuno Ataíde referiu-se à cobrança de uma taxa para os restaurantes poderem ter a informação dos menus à porta dos estabelecimentos.

"Eu acho ridículo pagar-se uma taxa para ter um menu à porta de um restaurante. Eu, como cliente, interessa-me chegar ali, olhar, ver o menu e ir-me embora. Pagar uma taxa para ter um painel à porta de um comércio é só ridículo", atestou.

Além de Nuno Ataíde, concorrem à presidência da Câmara Municipal da Amadora (distrito de Lisboa) a atual presidente, Carla Tavares (PS), Suzana Garcia (PSD/CDS-PP/Aliança/MPT/PDR), António Borges (CDU), Deolinda Martin (BE), José Dias (Chega), Carlos Macedo (PAN), Gil Garcia (MAS) e Henrique Tigo (PPM/RIR).

O atual executivo é formado por sete eleitos do PS, dois da coligação Amadora Mais (PSD/CDS-PP), um da CDU (PCP/PEV) e um do BE.

As eleições para os cidadãos escolherem a configuração de executivos municipais, assembleias locais e juntas de freguesia estão marcadas para o dia 26 de setembro.

Leia Também: Escola na Amadora retirou regras de vestuário e está a rever regulamento

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório