Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2021
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

PSD/Porto acusa Moreira de plágio por apresentar "medidas iguais" às suas

A candidatura do PSD à Câmara do Porto acusou hoje o atual presidente e candidato independente Rui Moreira de "plágio" por apresentar "medidas iguais" aos 'outdoors' de campanha de Vladimiro Feliz colocados "há cerca de uma semana".

PSD/Porto acusa Moreira de plágio por apresentar "medidas iguais" às suas
Notícias ao Minuto

19:42 - 14/09/21 por Lusa

Política Porto

Em comunicado, o PSD acusa hoje Rui Moreira de ter apresentado um manifesto eleitoral "com medidas iguais às propostas que Vladimiro Feliz apresentou, há cerca de uma semana, através de 'outdoors' de campanha", nomeadamente, os cartazes "Ser Feliz é ter vaga na creche perto de minha casa" e "Ser Feliz é pagar menos impostos".

"Estes foram apenas dois dos 'outdoors', colocados pela cidade do Porto, com propostas feitas por Vladimiro Feliz", afirma o PSD.

Em causa estão, segundo os sociais-democratas, algumas medidas apresentadas hoje pelo candidato independente, tais como, o prolongamento do prazo de isenção de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para jovens até aos 35 anos (por mais três anos para solteiros e mais cinco para casados), o aumento da rede de creches públicas e a redução da tarifa da água.

Citado no comunicado, o candidato do PSD à Câmara do Porto, Vladimiro Feliz, afirma que "agora que está de saída, o candidato [Rui Moreira] limita-se a fazer plágio de grande parte das propostas apresentadas nos 'outdoors' do PSD, nomeadamente, nas creches onde nada fez em oito anos e na carga fiscal dos munícipes, onde aplica a taxa mínima de IRS aos portuenses e onde já recebeu recomendações do regulador para reduzir a fatura da água".

"Ao longo de oito anos, Rui Moreira conseguiu cumprir apenas 53% daquilo que prometeu. Este será mais um anúncio que não irá concretizar-se", acrescenta Vladimiro Feliz.

Em resposta à agência Lusa, a candidatura do independente Rui Moreira remeteu esclarecimentos sobre o tema para quarta-feira no decurso da ação de campanha agendada, referindo apenas que "já na peça que a Lusa fez de apresentação do candidato [Rui Moreira], lançada no início de setembro, eram descritas novas medidas que constam do manifesto eleitoral hoje apresentado".

A candidatura acrescentou ainda que "no final de agosto foi lançado um vídeo nas redes sociais, intitulado 'Bem-estar das famílias', onde, novamente, são já reveladas algumas medidas que constam do compromisso eleitoral".

Hoje, na apresentação do programa eleitoral, o candidato independente disse quer, nos próximos quatro anos, "meter mais dinheiro" no bolso dos portuenses com medidas como a redução do IMI para os jovens até aos 35 anos.

Em 05 de setembro, Rui Moreira afirmou à Lusa querer duplicar a área verde da cidade, aumentar a habitação acessível, isentar o pagamento do IMT na aquisição da primeira habitação permanente até aos 35 anos e tornar gratuitas as refeições escolares para todos os alunos do pré-escolar e ensino básico da rede pública municipal eram alguns dos seus objetivos para a cidade.

São candidatos à presidência da Câmara do Porto, nas eleições de 26 de setembro, Rui Moreira (movimento independente "Rui Moreira: Aqui há Porto" - apoiado por IL, CDS, Nós, Cidadãos!, MAIS), Tiago Barbosa Ribeiro (PS), Vladimiro feliz (PSD), Ilda Figueiredo (CDU), Sérgio Aires (BE), Bebiana Cunha (PAN), António Fonseca (Chega), Diogo Araújo Dantas (PPM), André Eira (Volt Portugal), Bruno Rebelo (Ergue-te) e Diamantino Raposinho (Livre).

Leia Também: "Se estivesse tão difícil de ganhar não veríamos tanto nervosismo"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório