Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2021
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 26º

Edição

Francisco Guerreiro apoia candidatura do partido Volt em Lisboa

O eurodeputado independente mostra assim o seu apoio a Tiago de Matos Gomes.

Francisco Guerreiro apoia candidatura do partido Volt em Lisboa

O eurodeputado independente Francisco Guerreiro, membro dos Verdes/Aliança Livre Europeia anunciou, esta terça-feira, o seu apoio à candidatura do partido Volt, em Lisboa, encabeçada por Tiago de Matos Gomes, nas eleições Autárquicas de 2021.

"O partido Volt pensa Lisboa de modo integrado. Não só colocando especial enfoque na descarbonização da capital, mas replicando as boas práticas de outras cidades europeias, nomeadamente em políticas de habitação, de mobilidade, de urbanismo e de preservação da biodiversidade” considerou Francisco Guerreiro, num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto.

Entre as medidas, do programa eleitoral, que geraram este apoio estão o encerramento do atual aeroporto Humberto Delgado e a futura regeneração desta zona com a criação de um segundo pulmão em Lisboa, nascendo assim um novo Parque Florestal.

"Esta medida de longo prazo prioriza a ecologia e o bem-estar dos Lisboetas contrariamente aos já emergentes interesses imobiliários na capital", lê-se na mesma nota.

A inclusão de medidas que reduzam a poluição luminosa e a criação de um corredor verde sobre a A5, em Monsanto, configuram-se também como prioridades para o Volt e merecem o reconhecimento do eurodeputado.

No tema da energia sobressai a medida de aumentar o autoconsumo energético, através de energias 100% limpas e renováveis, a famílias e empresas, tal como o investimento na descarbonização de edifícios municipais, ou de instituições de cariz social, com o apoio e investimento na colocação de painéis fotovoltaicos.

Já no contexto social, Francisco Guerreiro destaca a implementação de uma experiência piloto de Rendimento Básico Incondicional (RBI) em Lisboa de modo a aferir os seus impactos económicos e sociais no município. "Uma medida fundamental para combater a crescente desigualdade social e económica agravada pela crise pandémica e pelo crescente desemprego tecnológico", defendeu.

O antigo militante do PAN, evidencia ainda a importância da criação dos “cheques cultura”, destinados a jovens entre os 16 e os 19 anos com o objetivo de fornecer uma oportunidade de acesso a eventos culturais (concertos, teatro) e apoio na compra de livros, numa altura que o setor foi muito afetado pela pandemia da Covid-19.

Na causa animal, Francisco Guerreiro salienta "o fim de qualquer apoio institucional, de cariz financeiro como cedências, benefícios ou isenções ao sector tauromáquico. Esta proposta vai ao encontro da medida do Volt Europa para terminar com a tauromaquia na União Europeia".

Recorde-se que o Volt, partido PAN-Europeu representado em 29 países da Europa, que não se revê na dicotomia Esquerda/Direita, já tem uma representação no Parlamento Europeu (PE) através do eurodeputado Damian Boeselager.

O Volt pertence à mesma família política Europeia (Verdes/ALE) que o eurodeputado Francisco Guerreiro e ambos os eurodeputados trabalham na Comissão de Orçamentos do PE.

Leia Também: Autárquicas: Poder local tem "papel-chave" na resposta aos sem-abrigo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório