Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2021
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Há "uma total convergência" entre Governo e Marcelo nos passos da retoma

O primeiro-ministro, António Costa, assinalou hoje "uma total convergência" entre Governo e Presidente da República para dar "um passo no sentido da retoma" devido à pandemia, uma convergência que considera alargar-se à restante população e partidos políticos.

Há "uma total convergência" entre Governo e Marcelo nos passos da retoma
Notícias ao Minuto

19:08 - 29/07/21 por Lusa

Política António Costa

"Controlar a pandemia, garantir a retoma" foi o mote da conferência de imprensa, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, durante o qual o primeiro-ministro anunciou as medidas para uma libertação progressiva e gradual devido à pandemia de covid-19.

Questionado sobre as declarações do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que, na reunião do Infarmed desta semana, declarou-se "irritantemente otimista", António Costa começou por responder nunca considerar irritante um otimista e "muito menos o senhor Presidente da República alguma vez poderá ser qualificado dessa forma".

"O que eu entendi das palavras do senhor Presidente da República e do seu espírito é uma confiança acrescida relativamente à forma como tem vindo a ser controlada a pandemia, como foi reforçado o SNS, como tem corrido o processo de vacinação e como estamos em condições de poder dar este passo no sentido da retoma", sublinhou.

Na perspetiva do chefe do executivo, "há uma total convergência de pontos de vista nesse sentido entre Governo e Presidente da República", que considerou ser "saudável".

"E creio que, aliás, com a generalidade da população portuguesa e das diferentes forças políticas, todos os ouvimos. Foram todas coincidentes no sentido de este ser o momento para retomarmos o processo de retoma, uns com maior ambição, outros com mais prudência, mas todos no mesmo sentido. Acho que há uma convergência geral no sentido deste progresso que o Governo hoje aqui marca", enfatizou.

Interrogado sobre se tinha dado nota a Marcelo Rebelo de Sousa sobre as medidas hoje tomadas pelo Conselho de Ministros, António Costa referiu que, "como é próprio e normal das relações entre o Governo e o Presidente da República, cabe ao Governo manter o Presidente da República informado sobre o andamento da condução da política geral do país".

"E, portanto, nesse âmbito informamos o Presidente da República de quais são as decisões que vamos tomando", assegurou.

Leia Também: "Três fases para libertação". Regras iguais para todos mas bares fechados

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório