Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2021
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

PAN diz que programa apresenta "visão disruptiva" da política local

A porta-voz do Pessoas, Animais e Natureza (PAN), Inês Sousa Real, afirmou hoje que nas eleições autárquicas o partido se apresenta com "o único programa capaz de trazer uma visão disruptiva" das políticas locais que têm sido prosseguidas. 

PAN diz que programa apresenta "visão disruptiva" da política local
Notícias ao Minuto

21:38 - 27/07/21 por Lusa

Política Autárquicas

"O PAN vem de facto trabalhando arduamente para fazer avançar as nossas causas e as estas eleições autárquicas apresentamo-nos com o único programa capaz de trazer uma visão disruptiva da forma como até aqui as políticas locais têm sido prosseguidas", afirmou a porta-voz do PAN.

Inês Sousa Real, que falava na apresentação da candidata à presidência da Câmara do Porto, Bebiana Cunha, afirmou também que o PAN olhará para o futuro, assim como nos próximos mandatos, "sempre com uma visão profundamente alinhada com os desafios do século XXI".

Salientando a "velha máxima" de agir local e pensar global, a porta-voz do PAN afirmou que o Porto, à semelhança de outros municípios, precisa de ser "capaz de olhar a médio e longo prazo para mudar, agir e travar as alterações climáticas, desflorestação e podas excessivas".

"O PAN apresenta-se também, mais uma vez, em relação a uma causa que é muito cara, que está no seu ADN e o Porto sabe bem disso. É uma causa que sistematicamente tem sido deixada para trás pelas demais forças políticas, a proteção animal", afirmou, salientando que os centros de recolha não podem ser "meros depósitos".

"Queremos que seja reconhecida a dignidade da vida animal incluindo através dos regulamentos municipais e do reconhecimento da figura do animal comunitário", disse.

Inês Sousa Real salientou ainda serem "muitos os desafios" em matéria de mobilidade, nomeadamente, de mobilidade suave, defendendo ser preciso que as cidades pensem "à escala intermunicipal".

Considerando que a pandemia da covid-19 mostrou "o preço a pagar por invadir o mundo selvagem" e salientando as consequências socioeconómicas resultantes da mesma, a porta-voz do PAN afirmou ser "absolutamente fundamental que o poder local" tenha respostas sociais para as pessoas mais vulneráveis.

"O PAN diz presente em 2021 com esta agenda de inclusão e igualdade e o Porto, mais uma vez, também não será exceção", acrescentou.

Quanto à candidata do PAN à Câmara do Porto, a porta-voz do PAN enalteceu o caminho que Bebiana Cunha fez ao longo dos últimos quatro anos na Assembleia Municipal do Porto, onde "pugnou por defender os valores do PAN".

Na sessão, além da apresentação da candidata à Câmara Municipal do Porto, foi também apresentado o cabeça de lista do partido à Assembleia Municipal, Paulo Vieira de Castro e os candidatos às juntas de freguesia da cidade.  

Leia Também: Portugal não tem sido "bom aluno" na execução dos fundos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório