Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2021
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros inicia visita a Moçambique

O secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação português, Francisco André, inicia no sábado uma visita de trabalho a Moçambique, que ficará marcada pela chegada do primeiro lote de vacinas contra a covid-19 doadas por Portugal a Maputo.

Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros inicia visita a Moçambique
Notícias ao Minuto

20:35 - 02/07/21 por Lusa

Política Diplomacia

Segundo uma nota divulgada pelo seu gabinete, o secretário de Estado irá realizar, na capital, Maputo, encontros com membros do Governo de Moçambique, "nomeadamente tendo em vista a preparação da próxima cimeira bilateral, bem como a negociação do próximo Programa Estratégico de Cooperação 2022-2026".

Durante a visita, que se prolonga até dia 07, será também "assinalada a chegada do primeiro lote de vacinas contra a covid-19" doadas por Portugal a Moçambique, refere o documento.

"Trata-se de uma doação de 50.000 vacinas, disponibilizada no âmbito do compromisso que o Governo [português] assumiu de afetar aos PALOP [Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa] e Timor-Leste 5% das vacinas adquiridas por Portugal", aponta a nota, acrescentando que está previsto o envio de um segundo lote semelhante "a curto prazo".

Portugal irá ainda assinar um memorando de entendimento para a entrega de 140 mil máscaras cirúrgicas às autoridades de saúde moçambicanas para enfrentar a pandemia no país.

O gabinete do secretário de Estado sublinhou que esta visita constitui também "mais um testemunho do forte empenho do Governo português, no plano bilateral e multilateral, em apoiar Moçambique a enfrentar a crise humanitária na região de Cabo Delgado".

Durante a visita, Francisco André irá também acompanhar a chegada de dois voos organizados ao abrigo da ponte aérea humanitária da União Europeia que transportarão mais de quatro toneladas de material para apoiar as populações afetadas pela violência armada nesta província moçambicana.

Grupos armados aterrorizam Cabo Delgado desde 2017, sendo alguns ataques reclamados pelo grupo rebelde Estado Islâmico, numa onda de violência que já provocou mais de 2.800 mortes segundo o projeto de registo de conflitos ACLED e 732.000 deslocados de acordo com a ONU.

A nota refere também que são assinados acordos de implementação com entidades moçambicanas parceiras no âmbito do projeto "+Emprego", orçado em 4,2 milhões de euros e gerido pela Cooperação Portuguesa por delegação da União Europeia. Este projeto pretende apoiar a criação de oportunidades de emprego e empreendedorismo, "sobretudo para os mais jovens, na região de Cabo Delgado, em atividades relacionadas com a indústria do gás natural".

Prevê-se também a assinatura de duas moratórias relativas às linhas de crédito que Portugal tem com Moçambique no contexto da iniciativa de suspensão do serviço da dívida do G20.

Para o reforço da cooperação bilateral desenvolvida em matéria de ensino superior e língua portuguesa, o secretário de Estado português irá também assinar dois protocolos com a Universidade Eduardo Mondlane.

Francisco André vai ainda manter encontros de trabalho com os militares portugueses no país, devendo também reunir-se com representantes da comunidade portuguesa e com empresas de capitais portugueses presentes em Moçambique.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.957.862 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 182,5 milhões de casos de infeção, segundo o balanço mais recente feito pela agência francesa AFP.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório