Meteorologia

  • 29 JULHO 2021
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

Jornadas Parlamentares do PCP na 2.ª e 3.ª feira em Lisboa e Setúbal

O líder da bancada comunista, João Oliveira, afirmou hoje que nas Jornadas Parlamentares do PCP, na segunda e terça-feira, em Lisboa e Setúbal, serão apresentadas soluções alternativas em domínios como o trabalho, economia e crise sanitária.

Jornadas Parlamentares do PCP na 2.ª e 3.ª feira  em Lisboa e Setúbal
Notícias ao Minuto

13:54 - 18/06/21 por Lusa

Política PCP

"O país precisa com cada vez maior evidência de uma política alternativa, seja na situação epidemiológica e nos impactos que resultam da covid-19, seja nas dificuldades que os trabalhadores enfrentam, particularmente com tentativas de limitação dos seus direitos e com despedimentos coletivos em curso", declarou João Oliveira em conferência de imprensa na Assembleia da República.

As Jornadas Parlamentares do PCP começam na segunda-feira, pelas 11:00, na Casa do Alentejo, em Lisboa, com intervenções do secretário-geral, Jerónimo de Sousa, e do líder da bancada do partido.

Perante os jornalistas, João Oliveira insurgiu-se contra uma conjuntura que disse ser marcada por múltiplos casos de "desrespeito pelos horários de trabalho e situações de precariedade laboral a adensarem-se".

O presidente do Grupo Parlamentar do PCP apontou ainda um quadro de "agravamento das dificuldades económicas de micro, pequenas e médias empresas" e fez críticas à atuação em relação a domínios como o combate à corrupção.

"Temos exemplos evidentes de medidas que são necessárias para enfrentar todos estes problemas e ultrapassar as dificuldades nacionais. O PCP entende que isso é possível fazer-se com uma política alternativa que deve ser concretizada", sustentou.

De acordo com João Oliveira, as Jornadas Parlamentares do PCP, ao longo dos dois dias de trabalhos, "pegarão em alguns dos exemplos mais visíveis e mais evidentes da situação nacional e dará destaque às soluções que existem para uma política alternativa que verdadeiramente dê resposta aos problemas".

"Muitos desses problemas são imediatos, são problemas da atualidade, mas não deixam de corresponder também a problemas de fundo que o país tem vindo a enfrentar ao longo de décadas. Problemas esses que, se não forem enfrentados com coragem, determinação e com as opções políticas corretas, dificilmente podem ser ultrapassados", acrescentou.

Leia Também: "Não é de medidas incoerentes que o país precisa", diz Jerónimo de Sousa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório