Meteorologia

  • 08 FEVEREIRO 2023
Tempo
10º
MIN 6º MÁX 12º

Porfírio Silva: "O único programa político do Chega é o ódio"

Deputado do PS lança ainda farpas ao partido de Rui Rio. "O PSD só nota que o protofascista ultrapassa os limites da decência quando a conversa lhe bate à porta?", questiona.

Porfírio Silva: "O único programa político do Chega é o ódio"
Notícias ao Minuto

09:15 - 31/05/21 por Notícias ao Minuto

Política Porfírio Silva

Porfírio Silva, deputado pelo Partido Socialista (PS), recorreu ao Facebook para fazer o seu comentário ao facto de o Partido Social Democrata (PSD) ter cancelado a presença na cerimónia de encerramento do III Congresso do Chega, este domingo.

"O único programa político do Chega é o ódio. Mas o seu espaço de crescimento é o vazio da direita tradicional", começou por apontar o político, acrescentando: "Se o PSD só se interessa por ganhar uns votitos, em ziguezague à procura de qualquer pretexto para se dizer oposição, não custa nada ao Chega correr na mesma pista".

Mas Porfírio Silva vai mais longe na sua apreciação e deixa duas questões: "O PSD só nota que o protofascista ultrapassa os limites da decência quando a conversa lhe bate à porta? Enquanto o protofacho está a mandar outros portugueses 'para a terra deles' ou o alvo é a esquerda, não dá por nada?"

Recorde-se que o partido de Rui Rio decidiu cancelar a presença no encontro do Chega devido à forma como André Ventura se "referiu nas suas intervenções ao PSD". "Em face do conteúdo e da forma como o líder do Chega se referiu nas suas intervenções ao PSD, o Partido Social Democrata decidiu não se fazer representar na cerimónia de encerramento para a qual estava convidado", pode ler-se no comunicado dos sociais-democratas.

O deputado do PS recordou, ainda no Facebook, o caso em que André Ventura foi condenado a pedir desculpa aos membros de uma família residente no Bairro da Jamaica, no Seixal, por lhes ter chamado "bandidos". "O protofascista diz que quer julgar políticos, mas foge com o rabo à seringa das condenações que a justiça lhe aplica", sublinhou Porfírio Silva.

De lembrar que o líder do Chega já afirmou que vai recorrer. Na sentença, a que a Lusa teve acesso, a juíza do tribunal de Lisboa, reconhece as "ofensas ao direito à honra e ao direito de imagem" da família Coxi.

Leia Também: Afinal, PSD não vai ao Congresso do Chega. "Há limites"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório