Meteorologia

  • 19 JUNHO 2021
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 21º

Edição

Odemira. Serão retiradas "consequências políticas" se vir trabalho feito

O primeiro-ministro considerou hoje que se, no início do próximo ano, regressar a Odemira e já observar trabalho feito para "habitação condigna" de trabalhadores agrícolas, isso significará que o Governo retirou "as devidas consequências políticas" da atual situação.

Odemira. Serão retiradas "consequências políticas" se vir trabalho feito
Notícias ao Minuto

21:01 - 11/05/21 por Lusa

Política António Costa

António Costa afirmou que o Governo terá "bons motivos" para poder dizer "com orgulho" que tirou "as devidas consequências políticas" da situação de Odemira, se, no início de 2022, voltar à vila para "ver já concluído este trabalho da habitação para trabalhadores sazonais" e a "avançar a execução dos trabalhos necessários para habitação condigna para todos os residentes".

"Tirar as devidas consequências políticas de um problema é simplesmente uma coisa: é resolver o problema. Essas são as consequências políticas de quando há um problema", sublinhou o chefe do Governo.

O primeiro-ministro discursa no Cineteatro Camacho Costa, em Odemira, distrito de Beja, depois de terem sido assinados acordos entre associações representativas de empresas agrícolas, câmara e Governo para a criação de condições habitacionais para trabalhadores agrícolas.

Esta manhã, em Caminha, no distrito de Viana do Alentejo, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou que é preciso retirar "muitas consequências políticas" do caso dos imigrantes de Odemira.

"Em relação a Odemira, acho que tem de retirar muitas consequências políticas. Tem de se fiscalizar para saber como é por respeito à legalidade, tem de se apurar se há ou não uma situação que convida àquilo que são atuações criminais, tem de se pensar a sério no problema dos imigrantes que estão cá dentro, que trabalham", referiu.

Leia Também: Que ida de Costa a Odemira seja para resolver questão de direitos humanos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório