Meteorologia

  • 08 MAIO 2021
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 24º

Edição

"Plano de desconfinamento deve prosseguir de acordo com o previsto"

Secretário-geral adjunto do PS manifestou o seu apoio à renovação do Estado de Emergência, salientando que "há riscos que importa acautelar".

"Plano de desconfinamento deve prosseguir de acordo com o previsto"

O secretário-geral adjunto do PS defendeu, esta terça-feira, que o plano de desconfinamento deve seguir como previsto no próximo dia 19, depois de ter manifestado, junto do Presidente da República, o apoio do Partido Socialista à renovação do Estado de Emergência.

"O plano de desconfinamento deve prosseguir de acordo com o previsto, mas é importante que haja capacidade, flexibilidade e agilidade para, se necessário, agir em termos locais do ponto de vista das limitações", sublinhou José Luís Carneiro no rescaldo da reunião do Infarmed, com especialistas, e da audiência com o Marcelo Rebelo de Sousa, que está hoje a reunir com todos os partidos.

Aos jornalistas, José Luís Carneiro aunciou que "manifestou o seu apoio à renovação do Estado de Emergência" junto do Chefe de Estado, uma vez que "há riscos que importa acautelar", como "os níveis da incidência, que têm vindo a aumentar; o R(t), que tem vindo a crescer" e as variantes que têm surgido.

"Contudo, há elementos positivos", declarou. "Por um lado a vacinação está a resultar. À medida que decorre a campanha vai diminuindo o recurso aos cuidados hospitalares. Por outro lado - tivemos hoje a informação -, até ao fim de junho, toda a população com mais de 60 anos de idade terá tomado, pelo menos, a primeira toma da vacina."

Questionado sobre se concorda com o desejo do Presidente da República - de que o próximo decreto de estado de emergência seja o último - o socialista respondeu que "essa é a vontade de todos".

"É importante renovar e, daqui a 15 dias, reavaliar", afirma, apelando a que se redobrem os cuidados. "Vamos ver como decorrem estes próximos 15 dias."

Reveja aqui as declarações do secretário-geral adjunto do PS.

O Presidente da República está a ouvir hoje os partidos com assento parlamentar, por videoconferência, sobre a renovação do estado de emergência até ao final de abril, que na semana passada disse desejar que seja a última.

"Se me perguntam o que eu mais desejaria, eu desejaria que fosse a última renovação do estado de emergência, coincidindo com o fim do mês de abril. Verdadeiramente, era a minha vontade. E penso que é a vontade de todos os portugueses", declarou aos jornalistas, durante uma visita a um centro social, em Lisboa.

O atual período de estado de emergência - quadro legal que já foi decretado 14 vezes no atual contexto de pandemia de covid-19 - termina às 23h59 de quinta-feira, 15 de abril. Uma próxima renovação por mais 15 dias irá vigorar entre 16 e 30 de abril.

A Assembleia da República tem agendado para a tarde de quarta-feira o debate sobre o pedido de autorização de renovação do estado de emergência.

Leia Também: PSD defende que deve ser travado "o desconfinamento global no país"

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório