Meteorologia

  • 14 ABRIL 2024
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 29º

IL diz que não houve "discussões de mercearia e cargos" com o PSD

A Iniciativa Liberal recusou hoje que tenha havido conversações "de mercearia ou cargos" com o PSD sobre a Câmara de Lisboa, mas apenas discussões com Carlos Moedas, considerando que uma grande coligação não muda a forma de fazer política.

IL diz que não houve "discussões de mercearia e cargos" com o PSD
Notícias ao Minuto

15:21 - 06/03/21 por Lusa

Política Autárquicas

O presidente da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, anunciou hoje aos jornalistas, em frente à Câmara de Lisboa, a decisão do partido em apresentar uma candidatura própria às autárquicas na capital, encabeçada por Miguel Quintas, tendo a comissão executiva do partido rejeitado integrar a coligação encabeçada pelo social-democrata Carlos Moedas.

"Tivemos discussões profundas, que aproveito para agradecer, com o Carlos Moedas, mas não tivemos sequer discussões com o PSD. Não houve discussões de mercearia, não houve discussões de cargos", assegurou.

Para o presidente liberal, "uma frente com mais de meia dúzia de partidos" à Câmara de Lisboa "não é uma lógica suficientemente fresca, inovadora, moderna de promover essa alteração na forma de fazer política em Portugal".

"Correndo os riscos que acabei de resumir que vamos correr, preferimos fazer esta afirmação sozinhos, com o objetivo claro de tirar Fernando Medina do poder, mas sem prescindir da nossa capacidade de afirmar que é possível fazer política de forma diferente em Portugal", defendeu.

Confrontado com a possibilidade de perder votos para essa coligação encabeçada pelo antigo comissário europeu Carlos Moedas, João Cotrim Figueiredo respondeu: "A Iniciativa Liberal não é dona dos votos de ninguém".

"Quem gosta do projeto liberal para Portugal vai olhar para esta candidatura e vai achar que se vai rever nesta candidatura. É muito elogioso todos nos namorarem e quererem a nossa colaboração, mas isso não nos desviar do nosso caminho", enfatizou.

Sobre na base da decisão poder estar também não querer deixar ao Chega todo o espaço da direita, caso os restantes partidos desse espetro se juntassem todos numa coligação, o também deputado liberal começou por responder que provavelmente o seu partido é o único que não adota as estratégias em função do partido de André Ventura.

"Não, não olhamos para isso", disse apenas.

Esta decisão foi tomada pela Comissão Executiva que hoje se reúne, por proposta do núcleo de Lisboa da Iniciativa Liberal, tendo sido anunciado igualmente o nome que vai ocupar o segundo lugar na lista dos liberais, Ana Pedrosa-Augusto, que foi vice-presidente eleita no primeiro congresso do Aliança.

Depois de João Cotrim Figueiredo falar aos jornalistas, tomaram a palavra os dois candidatos hoje conhecidos: primeiro o cabeça de lista e depois a 'número dois'.

Leia Também: Vice do Governo da Madeira disponível para candidatura PSD no Funchal

Recomendados para si

;
Campo obrigatório