Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 19º

Edição

BE denuncia lixeira a céu aberto, Câmara culpa comunidade insensível

O BE de Santa Maria da Feira denunciou hoje a existência de uma lixeira a céu aberto e "repleta de amianto" em Sanguedo, algo que aquela autarquia do distrito de Aveiro atribui à "insensibilidade ambiental" da população.

BE denuncia lixeira a céu aberto, Câmara culpa comunidade insensível

Segundo a coordenação local do BE, parte do lixo poluente sinalizado na freguesia de Sanguedo encontra-se "em contacto direto com uma linha de água, algo que acarreta consequências gravíssimas para a fauna e a flora da zona".

O partido diz que idênticos crimes ambientais "são recorrentes no concelho de Santa Maria da Feira" e considera-os "altamente perigosos", pelo que classifica de "incompreensível a falta de vontade política por parte da Câmara Municipal em resolver estes atentados ambientais constantes".

Argumentando que "a defesa do ambiente e da saúde pública não é uma prioridade para o executivo municipal" liderado pelo PSD, o BE defende que "está na hora de mudar esta triste realidade".

Contactada pela Lusa, a Câmara de Santa Maria da Feira admite ter conhecimento da situação de Sanguedo e anuncia a sua "resolução a curto prazo", mas afirma que na origem do problema estão os comportamentos individuais da própria comunidade.

"A autarquia tem realizado diversas ações de sensibilização junto da população, que, no entanto, continua, em alguns casos, a demonstrar falta de consciência ambiental. Não se justifica, de todo, este tipo de poluição ambiental porque a Câmara tem respostas adequadas para cada situação e sem custos para os munícipes", disse o vereador Vítor Marques.

Nesse contexto, o autarca recorda que o município tem disponíveis em Canedo, Lobão e Mosteirô três ecocentros "onde é totalmente gratuita a deposição de resíduos de construção e demolição até um metro cúbico".

Relativamente aos monos, que habitualmente envolvem maiores dimensões, Vítor Marques realça que "tanto a Câmara como as juntas de freguesia procedem à recolha gratuita de monstros, bastando agendar esse serviço".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório