Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

"Não podemos abrir a sociedade portuguesa com este nível de testagem"

Paulo Portas criticou ainda o facto de a nova norma da DGS, quanto ao alargamento da testagem no país, ainda não ter passado do papel.

"Não podemos abrir a sociedade portuguesa com este nível de testagem"

Paulo Portas, ex-presidente do CDS e antigo ministro, considerou, este domingo, que Portugal deve aumentar a capacidade de testagem e de rastreio, sobretudo, para garantir um eventual desconfinamento seguro e controlado.

"Não podemos abrir a sociedade portuguesa, quando chegar o tempo, com este nível de testagem", defendeu o centrista, no seu espaço de comentário semanal na TVI24.

Num momento em que os níveis de testagem no país diminuíram, Paulo Portas lembrou que esta situação deve-se também ao facto de o confinamento ter baixado o número de contágios e, consequentemente, o de testes.

Ainda assim, o comentador criticou: "O que é mais surpreendente é que a nova instrução da Direção-Geral da Saúde (DGS) ainda não migrou para a realidade".

Paulo Portas referia-se à nova estratégia de testagem da DGS que prevê um alargamento da realização de testes aos contactos dos contágios, mesmo que sejam de baixo risco.

Lembrando que, em termos de testagem na Europa, Portugal encontra-se na 16.º posição, o ex-líder partidário reiterou: "Uma das coisas essenciais para o caminho seguinte é que precisamos de ter testagem e rastreio se não nos queremos enganar outra vez".

Desde 12 de fevereiro, o dia seguinte à publicação da norma da DGS que alargou a testagem ao SARS-CoV-2 a todos os contactos de casos positivos, incluindo os de baixo risco, em que se realizaram 38.551 testes, até 16 de fevereiro, quando foram feitos 29.495 testes, houve uma quebra significativa, superior a 9.000 testes. Os dados disponibilizados pela DGS mostram que estes números estão muito longe do pico de 76.965 testes, que foi alcançado a 22 de janeiro.

Leia Também: Fórmula para desconfinar? Testagem, cumprimento de medidas e vacinação

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório