Meteorologia

  • 05 MARçO 2021
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

Rui Rio aponta "esmagamento da esquerda" e vitória de candidato moderado

O presidente do PSD, Rui Rio, falou num "esmagamento claro da esquerda e numa vitória fortíssima do candidato moderado" e chamou a atenção para o segundo lugar alcançado por André Ventura no Alentejo, ultrapassando o PCP.

Rui Rio aponta "esmagamento da esquerda" e vitória de candidato moderado
Notícias ao Minuto

22:51 - 24/01/21 por Lusa

Política Presidenciais

"A marca forte [das eleições] é um esmagamento claro da esquerda e uma vitória fortíssima do candidato moderado, do candidato do centro [Marcelo Rebelo de Sousa]", disse o social-democrata na reação aos resultados das Eleições Presidenciais, na sede do PSD/Porto.

Para o presidente do PSD, o derrotado deste ato eleitoral é o PS, tendo sido derrotado de uma "forma terrível" devido à "falta de comparência".

"O PS numa eleição tão importante não conseguiu rever-se em nenhum candidato, não conseguiu encontrar um candidato em que se visse", frisou.

Para Rio era "por demais evidente" que o PS era já "um derrotado antecipadamente".

A votação ao centro, onde o PSD diz se situar, é de "tal ordem esmagadora" que relega a esquerda toda junta para o patamar dos 20 a 23%, frisou.

Rui Rio assinalou que o PS está "excelente em sondagens", mas nas eleições "as coisas são mais complicadas".

Além de destacar o "esmagamento da esquerda", o presidente do PSD chamou a atenção para o facto do candidato da extrema direita André Ventura ter sido o segundo classificado no Alentejo todo, ficando à frente do partido comunista.

"O mais marcante para mim, algo que eu próprio desconhecia, aliás não pensei que fosse possível, é ver um candidato de extrema direita a passar o partido comunista onde o PSD não tem conseguido passar e, onde, o PS passa muitas vezes, mas com muitas dificuldades", afiançou.

Contudo, o social-democrata não considerou a votação de André Ventura "expressiva", apesar de ter "algum significado", nomeadamente no Alentejo.

Era de esperar, segundo as sondagens, que a votação de Ventura fosse uma "coisa brutal", ou seja, um "segundo lugar destacado" e não foi nada disso, ressalvou.

Entretanto, os dados oficiais confirmaram que Marcelo Rebelo de Sousa foi reeleito Presidente da República nas eleições de hoje, quando faltavam apurar os resultados de 53 freguesias.

Para a décima eleição do Presidente da República, desde a instauração da democracia em 25 de Abril de 1974, estavam inscritos 10.865.010 eleitores, mais 1.208.536 do que no sufrágio anterior, em 2016.

Foram sete os candidatos ao Palácio de Belém: Além do atual Presidente e recandidato, Marcelo Rebelo de Sousa, apoiado pelo PSD e CDS-PP, Marisa Matias (apoiada pelo Bloco de Esquerda), Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, João Ferreira (PCP e PEV) e antiga eurodeputada do PS Ana Gomes (PAN e Livre).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório