Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 20º

Edição

Ana Gomes mantém agenda na 6.ºa feira com três ações em Viana do Castelo

A candidata presidencial Ana Gomes cumprirá na sexta-feira o último dia de campanha eleitoral com três ações presenciais de manhã no distrito de Viana do Castelo e uma por 'zoom', ao final da tarde.

Ana Gomes mantém agenda na 6.ºa feira com três ações em Viana do Castelo

Antes de serem conhecidas as novas medidas do Governo - que incluem encerramento de toda a atividade letiva a partir de sexta-feira -, Ana Gomes tinha dito aos jornalistas que iria avaliar a sua agenda para sexta-feira em função do que fosse anunciado.

"Se houver indicações de um confinamento rigorosíssimo, naturalmente que suspenderei", disse, questionada se manteria as ações de rua.

De acordo com a agenda enviada pela candidatura a meio da tarde, a candidata visitará na sexta-feira de manhã uma associação de apoio aos sem-abrigo, seguindo-se reuniões com o Comando Territorial da GNR e ao Comando Distrital da PSP de Viana do Castelo.

Para o final da tarde, às 18:00, está marcada a habitual conversa online que substituiu os tradicionais comícios. devido à pandemia de covid-19.

A iniciativa, na sexta-feira dedicada ao tema "Portugal, país que escolhe o seu futuro", contará na sexta-feira com o ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, entre os oradores, sendo a última ação indicada na agenda da candidata.

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou hoje, entre outras medidas, o encerramento das escolas de todos os níveis de ensino durante 15 dias para tentar travar os contágios pelo novo coronavírus.

António Costa afirmou que os 15 dias de interrupção serão compensados noutro período de férias e garantiu que haverá medidas de apoio às famílias semelhantes às que vigoraram durante o primeiro confinamento de 2020, como faltas justificadas para as pessoas que tenham filhos com menos de 12 anos e não estejam em teletrabalho.

Referiu que ficarão abertas as escolas de acolhimento para as crianças com menos de 12 anos cujos pais trabalham em atividades essenciais e que as atividades de intervenção precoce e apoios para crianças com necessidades educativas especiais não terão interrupções.

Da mesma forma, todo o apoio alimentar às crianças com apoio social escolar vai continuar, disse.

Leia Também: Ana Gomes acusa Marcelo de trabalhar para abstenção e crê em 2.ª volta

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório