Meteorologia

  • 10 ABRIL 2021
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

PCP quer o regresso gradual do público a todos os eventos desportivos

Os comunistas consideram que é possível trabalhar "para a presença público nas bancadas", da mesma forma que se "demonstrou ser possível e desejável continuar a fruir de espetáculos culturais".

PCP quer o regresso gradual do público a todos os eventos desportivos

O grupo parlamentar do PCP entregou, esta quinta-feira, um projeto de resolução, na Assembleia da República, no qual propõe que o Parlamento recomende ao Governo a "retoma da prática desportiva" e a "normalização gradual das competições"

De acordo com a iniciativa, as precauções e medidas para travar a Covid-19 no país "não podem ser confundidas com a paralisação da vida coletiva, enquanto país", sendo que deve haver urgentemente uma "dinamização das atividades económicas, sociais, culturais, desportivas e o exercício dos direitos políticos e sociais" em articulação "com o cumprimento das normas para a defesa da saúde".

"A importância da prática desportiva na saúde física e mental das pessoas e das comunidades é inquestionável. As restrições impostas à atividade desportiva e à presença de público nos eventos desportivos, afetaram gravemente o movimento associativo popular, o desporto de competição, a formação desportiva e o desporto de alto rendimento com consideráveis perdas financeiras e impactos na economia nacional", é argumentado no documento realizado pelo o grupo de deputados. 

Mais, para os comunistas, está em causa a própria sobrevivência deste setor de atividade: "Várias associações desportivas, coletividades e pequenos clubes enfrentam hoje sérias dificuldades financeiras decorrentes da interrupção das suas atividades e do encerramento das suas fontes de receita. O Movimento Associativo Popular, com o encerramento de centenas de associações e a dispensa forçada de funcionários, treinadores, técnicos e formadores, vê a sua sobrevivência posta em causa", pode ler-se. 

No projeto de resolução - assinado por Alma Rivera, Paula Santos, João Oliveira, Diana Ferreira, João Dias, Bruno Dias, Ana Mesquita e Duarte Alves - é ainda recordado é possível trabalhar "para a presença público nas bancadas", da mesma forma que se "demonstrou ser possível e desejável continuar a fruir de espetáculos culturais". 

Tendo sempre em consideração o cumprimento das medidas de prevenção sanitária e o reforço da capacidade do Serviço Nacional de Saúde para responder à Covid-19, a bancada parlamentar do PCP recomenda, assim, que se promova, primeiramente, "uma ampla auscultação das entidades nacionais do associativismo desportivo", de forma "a trabalhar normas e condições para a prática desportiva", e que se implemente um "programa de apoio extraordinário e urgente ao movimento associativo popular", para que haja uma "compensação dos prejuízos financeiros" e uma retoma gradual e segura das suas atividades.

Os comunistas querem também que seja criado um outro "programa de incentivo à prática desportiva e à normalização gradual das competições" e, por fim, que decorra ainda uma estimulação ao "regresso gradual do público a todos os eventos desportivos". 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório