Meteorologia

  • 03 DEZEMBRO 2020
Tempo
14º
MIN 8º MÁX 17º

Edição

Açores: MPT diz que açorianos continuam acomodados ao PS

O Partido da Terra (MPT) considerou hoje que os açorianos ainda continuam "acomodados" à governação do PS, ressalvando que, mesmo sem maioria absoluta, os socialistas têm "uma posição privilegiada" no parlamento regional.

Açores: MPT diz que açorianos continuam acomodados ao PS
Notícias ao Minuto

07:04 - 26/10/20 por Lusa

Política Açores

"Parece que os açorianos ainda estão um bocado acomodados, embora tenham dado uma resposta, principalmente, nos novos partidos que entraram no panorama político português. Mas mostraram que continuam ou ainda estão muito acomodados a um poder instalado há 24 anos do Partido Socialista", salientou o cabeça de lista por São Miguel e pelo círculo de compensação do MPT, Pedro Pimenta, em declarações hoje à agência Lusa.

De acordo com o também vice-presidente do partido, o resultado do PS é negativo para os açorianos.

"Se formos a ver todos os problemas e todas as carências que os Açores têm, ao fim de 24 anos de governação, é um pouco incompreensível [terem votado no PS], porque esta era a altura em que os açorianos deviam ter dado um murro na mesa e dizer chega", afirmou.

Contabilizando apenas 0,15% das votações, o MPT voltou a referir que o orçamento zero restringiu a campanha do partido.

"É um resultado aquém do esperado. [...] Nós fomos para estas eleições com pessoas fora dos Açores, porque os nossos simpatizantes e os nossos militantes nos pediram para ser pessoas de fora, para provarmos e para mostrarmos aos açorianos que estávamos blindados a qualquer mecanismo do sistema", disse.

O PS venceu as eleições legislativas regionais dos Açores de domingo, mas perdeu a maioria absoluta que tinha no parlamento da região desde 2000.

Os socialistas elegeram 25 deputados, menos cinco do que há quatro anos, e o PSD, o segundo partido mais votado, conseguiu 21 mandatos, mais dois do que em 2016.

O CDS-PP continua a ser o terceiro partido com maior representação no parlamento regional, mas perdeu um dos quatro mandatos conquistados há quatro anos.

O quarto partido mais votado foi o Chega, que pela primeira vez concorreu às legislativas regionais e elegeu dois deputados, o mesmo número de mandatos conseguidos pelo BE (mantendo o resultado de 2016).

O PPM duplicou a sua representação parlamentar e passa a ter dois deputados (um deles eleito em coligação com o CDS-PP).

As eleições dos Açores de domingo marcam ainda a entrada pela primeira vez no parlamento regional da Iniciativa Liberal (1) e do PAN (1).

Por outro lado, o PCP deixa de estar representado na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório