Meteorologia

  • 31 OUTUBRO 2020
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Eleições nos EUA. "Temos boa relação independentemente da administração"

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros fez uma breve análise sobre o que significa para Portugal a continuação de Donald Trump na Casa Branca ou a vitória de Joe Biden nestas eleições presidenciais.

Eleições nos EUA. "Temos boa relação independentemente da administração"

A horas de começar o primeiro debate para as eleições presidenciais dos Estados Unidos (EUA), Augusto Santos Silva, ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, defendeu, nesta noite de terça-feira, que Portugal e os EUA preservam uma "boa relação independentemente da administração" em funções. 

"Do ponto de vista bilateral devo dizer que a relação entre Portugal e os EUA é muito boa e não costuma depender da administração em presença. Nós temos uma boa relação com os EUA seja numa administração democrata ou republicana", reiterou, em entrevista à TVI24. 

Caso o atual Presidente norte-americano ganhe na corrida à Casa Branca, o ministro português conjecturou que a vitória de Donald Trump significará "uma continuidade" do relacionamento com Portugal. "As coisas hoje estão mais esclarecidas em relação à NATO e há trabalhos em curso para retomar as negociações comercais entre a União Europeia e os EUA", avaliou. 

Com uma nova administração conduzida pelo democrata Joe Biden, Santos Silva considerou que, provavelmente, se manterá a "mesma preocupação com a Economia norte-americana, com a ascensão da China, mas que, possivelmente, haverá uma atitude mais amigável em relação à União Europeia". 

Confrontado com o recente episódio com o embaixador norte-americano em Portugal, George Glass, o ministro garantiu que a altercação já foi superada: "É uma circunstância completamente ultrapassada. (...) Trabalhos com a proximidade com que os aliados trabalham".

A cerca de um mês das eleições presidenciais, Joe Biden e Donald Trump defrontam-se, durante a madrugada de hoje, em Cleveland, Ohio, no primeiro de três debates. Momentos antes do início do frente-a-frente, o candidato democrata e ex-vice-presidente de Barck Obama divulgou a sua declaração de impostos de 2019, num claro ataque à alegada evasão fiscal do seu opositor republicano, denunciada no passado domingo pelo jornal The New York Times

Pode acompanhar o debate na televisão portuguesa, numa emissão especial na RTP3, a partir das 2h00.

Leia Também: Os bastidores do primeiro frente-a-frente entre Biden e Trump

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório