Meteorologia

  • 14 AGOSTO 2020
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 26º

Edição

PAN garante lutar contra "atentados ambientais" de suinicultores

O partido liderado por André Silva apoiou uma petição que exige mais controlo e fiscalização por parte do Governo sobre a atividade da suinicultura, em particular na região de Leiria. O PAN prometeu ainda "dar seguimento" a este abaixo-assinado após a sua entrega no Parlamento.

PAN garante lutar contra "atentados ambientais" de suinicultores

O PAN anunciou que vai combater na Assembleia da República os "atentados ambientais" praticados por empresas de suinicultura em todo o país, com especial enfoque na região de Leiria. 

"Quem não ouviu já falar dos suinicultores a operar na total impunidade? Leiria, em particular, tem sido um autêntico flagelo nesta matéria. Tendo em vista apenas e só o lucro, esta indústria continua a poluir os nossos rios e recursos hídricos, tudo para evitar os gastos no tratamento de afluentes", apontou o partido, este domingo, numa nota divulgada nas plataformas digitais oficiais.

Sublinhando que "há décadas que estes atentados ambientais se repetem e repetem, sem quaisquer consequências", o PAN refere que "o pior" é "a total conivência do Estado" a respeito desta matéria. 

"Tudo em nome de mais consumo, mais produção e mais exportação! Basta desta realidade. Basta da palmadinha nas costas do Governo para com estas empresas", é destacado no referido comunicado. 

Defendendo que as empresas que "não têm capacidade para operar conforme a lei exige" devem encerrar, o PAN apela a todos os cidadãos que assinem uma petição pública que exige mais controlo e fiscalização por parte do Governo sobre a atividade em causa, garantindo ainda que, quando o abaixo-assinado der entrada no Parlamento, o partido "dará o devido seguimento" ao documento. 

"Se também estás cansado/a de ver Leiria, e tantas outras localidades, 'a ir com os porcos', assina", incentiva o PAN. 

A petição 'Pelos crimes ambientais praticados por suiniculturas na Região de Leiria' já conta com mais de 3.500 assinaturas e foi criada por um grupo de ativistas portugueses. O documento denuncia que, só na região de Leiria, "cerca das 400 explorações suinícolas, (...) libertam os dejetos dos milhares animais suínos para os rios", o que polui as águas, acaba com a vida aquática e deixa nas localidades circundantes a estes afluentes com um "cheiro nauseabundo a fezes".

Na petição é, assim, pedido ao Estado que, em nome do ambiente, aplique com urgência "medidas corajosas e eficientes" e que adote uma postura "mais criteriosa na gestão de recursos naturais (como a água)" por "um futuro sustentável para as futuras gerações". "O Estado português tem vindo a financiar este setor privado cujo modelo intensivo de produção é nefasto para o ambiente, insustentável e promotor do aquecimento global", acusam também os autores da iniciativa. 

Entre as várias propostas deixadas no abaixo-assinado, destacam-se: "Rigorosas inspeções, pelas autoridades competentes, sobre como todas as suiniculturas da região de Leiria tratam dos efluentes", Limitação "do número de animais suínos por produção", "punições mais severas, ou mesmo o encerramento, das explorações suinícolas que libertem efluentes para os rios" e a estimulação com fundos estatais de "empresas alimentares mais sustentáveis e mais amigas do ambiente, tais como viticulturas, cerealiculturas, fruticulturas, oliviculturas e horticulturas".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório