Meteorologia

  • 26 OUTUBRO 2020
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 18º

Edição

JSD quer melhores condições para ensino com novas tecnologias

A Juventude Social Democrata defendeu hoje o reforço das condições para o ensino e aprendizagem através das novas tecnologias, cujo uso foi intensificado no contexto da pandemia, e a necessidade de aumentar os cuidados de saúde mental.

JSD quer melhores condições para ensino com novas tecnologias
Notícias ao Minuto

08:24 - 22/05/20 por Lusa

Política JSD

Num projeto de resolução que dará hoje entrada no parlamento, o PSD recomenda ao Governo "medidas de melhoria do sistema de ensino, aproveitando as mudanças introduzidas pela generalização do ensino à distância, visando o bem-estar e o desenvolvimento pessoal do aluno".

No documento, cuja primeira subscritora é a deputada e líder da JSD, Margarida Balseiro Lopes, sublinha-se que o isolamento social a que a covid-19 obrigou veio intensificar a utilização de novas tecnologias, o que se constitui como uma oportunidade para "dar passos seguros na renovação do sistema de ensino".

No entanto, aquela estrutura juvenil ressalva que "apesar do atual contexto do distanciamento social ter sido o impulsionador da digitalização da escola, o revés da medalha assenta no impacto que o isolamento e o medo associado à doença têm na saúde mental das populações", considerando que a saúde mental tem sido uma área negligenciada do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

"Se antes da pandemia covid-19 era urgente dar vida a este parente pobre do SNS, agora torna-se uma necessidade emergente", defende a JSD, na exposição de motivos do projeto, a que a Lusa teve acesso.

Os jovens sociais democratas citam um estudo que alega que "o tempo prolongado em casa, o medo de infeção, a frustração e tédio, as informações inadequadas, a falta de contacto pessoal com colegas, amigos e professores, a falta de espaço pessoal em casa e a perda financeira das famílias podem ter efeitos ainda mais problemáticos e duradouros em crianças e adolescentes".

Entre as medidas recomendadas no projeto, inclui-se a contratação plurianual de psicólogos e de outros técnicos de saúde para as escolas, a promoção de cuidados de saúde mental de qualidade na comunidade e a realização de inquéritos de saúde mental (nomeadamente de rastreio de suicídio e doença psiquiátrica).

"A estabilidade na relação com os alunos é essencial para o sucesso de qualquer intervenção, assegurando-se mais facilmente através da estabilidade profissional dos prestadores de cuidados", defendem.

No âmbito da renovação do sistema de ensino, e "aproveitando as mudanças introduzidas pela generalização do ensino à distância", a JSD insta o governo a criar condições para se torne mais generalizado e propõe a realização de um inquérito "exaustivo e rigoroso" de levantamento de todas as necessidades locais no acesso à internet e equipamentos informáticos.

Na resolução, que não tem força de lei, a JSD sugere ainda que seja feita uma aposta em materiais digitais, mais apelativos, que haja um reforço da formação contínua de professores para que estes se mantenham "constantemente atualizados quanto às melhores práticas e metodologias a aplicar nas suas aulas" e propõe a criação de uma plataforma "de âmbito nacional" que permita o esclarecimento de dúvidas dos alunos e o aprofundamento de conhecimentos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório