Meteorologia

  • 05 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Daniel Adrião defende Ana Gomes e alerta para riscos de Marcelo

O dirigente socialista Daniel Adrião defendeu hoje o apoio a uma eventual candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes nas eleições presidenciais, advertindo para riscos de um segundo mandato de Marcelo Rebelo de Sousa como Presidente da República.

Daniel Adrião defende Ana Gomes e alerta para riscos de Marcelo
Notícias ao Minuto

06:05 - 22/05/20 por Lusa

Política PS

Estas posições foram transmitidas por Daniel Adrião na reunião da Comissão Política Nacional do PS, após um discurso do líder socialista, António Costa, em que não abordou diretamente a questão das eleições presidenciais.

"Há uma personalidade da área do socialismo democrático e do campo da esquerda democrática que já sinalizou que estaria eventualmente para disponível para uma candidatura presidencial e acho que o PS deve analisar e debater abertamente essa possibilidade", declarou Daniel Adrião, que lidera uma tendência minoritária representada nos órgãos deste partido.

Para este dirigente socialista, se o PS "prescindir de comparecer nas eleições presidenciais e não apoiar um candidato que agregue aqueles que se revêm nos valores representados na sociedade portuguesa pelo PS é um erro que, a ser cometido, o partido pagará caro num futuro próximo".

"Por melhor que esteja neste momento a correr a coabitação e a cooperação institucional entre o Governo e o Presidente da República, isso não justifica, na minha perspetiva - e julgo que estou acompanhado por muitos socialistas nesta reflexão - que o PS entregue numa bandeja o apoio a um candidato presidencial, que, apesar de ter a sua militância formalmente suspensa, não renunciou à sua filiação ideológica e civilizacional, que não é manifestamente a nossa", advogou numa alusão a Marcelo Rebelo de Sousa.

Daniel Adrião deixou ainda um aviso especialmente dirigido a António Costa.

"Acho que é de uma grande ingenuidade pensar que o senhor Presidente da República, num segundo mandato, irá usar da mesma condescendência relativamente ao Governo do PS que teve neste primeiro mandato. Porque o senhor Presidente da República sabe bem de onde vem e para onde vai e não quererá ser recordado e passar à história como o Presidente de direita que foi a muleta dos socialistas. E estou seguro de que tudo fará para concluir o seu segundo mandato com a direita no poder", afirmou.

Daniel Adrião pediu ainda ao secretário-geral e à direção do PS que "não sacrifiquem a estratégia à tática".

"O Marcelo Rebelo de Sousa que precisa de ser reeleito não será o mesmo Marcelo depois de reeleito", acrescentou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório