Meteorologia

  • 01 ABRIL 2020
Tempo
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Iniciativa Liberal quer reforço de condições para profissionais de saúde

A Iniciativa Liberal defendeu hoje que devem ser oferecidas condições aos profissionais de saúde para exercerem o seu trabalho durante a pandemia, pedindo que o Governo apure as necessidades de equipamento de proteção individual e os adquira.

Iniciativa Liberal quer reforço de condições para profissionais de saúde
Notícias ao Minuto

18:47 - 25/03/20 por Lusa

Política Covid-19

Num projeto de resolução a que a Lusa teve acesso, o partido representado pelo deputado único João Cotrim Figueiredo recomenda ao Governo "diversas medidas ao nível das unidades de saúde, como a aquisição de material necessário, e o aumento do número de testes, especialmente para os que mais contactam com os grupos de risco".

"O presente projeto de resolução tem como objetivo principal oferecer aos profissionais de saúde condições para que possam exercer o seu trabalho e, assim, cuidar e tratar a restante população", justifica.

Assim, os liberais pretendem que o executivo "apure as necessidades de equipamento de proteção individual das unidades de saúde" e adquira o que for necessário "para suprir essas necessidades".

É ainda proposto ao Governo que "implemente unidades móveis para rastreio e acompanhamento do SARS-COV-2/COVID-19, em coordenação com as autarquias" e ainda determina a "obrigatoriedade de testes à temperatura corporal nas entradas de unidades de saúde e de instalações de forças de segurança, como esquadras e postos".

A Iniciativa Liberal pretende ainda que os testes sejam obrigatórios para "todos os que contactem regularmente com utentes nas estruturas residenciais para pessoas idosas".

É ainda defendido o apoio às autarquias para que estas "disponibilizem alojamento em hotéis ou alojamentos locais para profissionais de saúde que necessitem".

A aquisição de ventiladores, entre outro equipamento essencial para o tratamento da Covid-19, é outra das recomendações, bem como a dedicação de "certas zonas das unidades de saúde, ou certas unidades de saúde, ao tratamento exclusivo" desta doença.

A dispensa de medicamentos hospitalares nas farmácias comunitárias, designadamente nas áreas da oncologia e dos tratamentos contra o VIH, a ampliação da capacidade de cuidados primários de e-consulta e receitas online e a garantia de acompanhamento médico regular das mulheres grávidas, nomeadamente em relação aos exames e análises a realizar durante a gravidez são outras das propostas feitas pela Iniciativa Liberal neste projeto de resolução.

Esta semana, os liberais já tinham proposto ao Governo 12 medidas urgentes para responder à pandemia da covid-19, defendendo que a Segurança Social deve atribuir uma subvenção a todos os trabalhadores com perdas de rendimentos devido às medidas de contenção.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 428 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 19.000.

Em Portugal, há 43 mortes, mais 10 do que na véspera (+30,3%), e 2.995 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que regista 633 novos casos em relação a terça-feira (+26,8%).

Dos infetados, 276 estão internados, 61 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 22 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório