Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2020
Tempo
21º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

PSD pede "discriminação positiva" para empresas e trabalhadores de Ovar

O grupo parlamentar de Aveiro do PSD revelou hoje ter pedido ao Governo uma "discriminação positiva" para empresas e trabalhadores de Ovar, único concelho do país sujeito a quarentena geográfica e encerramento da maioria da atividade económica.

PSD pede "discriminação positiva" para empresas e trabalhadores de Ovar
Notícias ao Minuto

15:22 - 25/03/20 por Lusa

Política Covid-19

Em comunicado, a estrutura social-democrata realça que o município em causa é "eminentemente industrial, tem forte pendor exportador e emprega largos milhares de trabalhadores", não apenas daquele território, mas também de todo o Norte do distrito de Aveiro e da Área Metropolitana do Porto.

"Ao terem que suspender a sua atividade, estas empresas industriais, comerciais e de serviços estão a suportar avultadíssimos prejuízos, que, naturalmente, colocarão em risco o futuro de muitas delas e o posto de trabalho de muitos trabalhadores", disse a deputada Carla Madureira, citada no documento.

Tendo em conta que as únicas empresas a laborar em Ovar durante o estado de calamidade pública gerado pela Covid-19 são as que produzem ou disponibilizam bens de primeira necessidade, a parlamentar quer saber que medidas excecionais o Governo pondera tomar para "atenuar, de imediato, o problema de liquidez" com que muitas dessas firmas se deparam.

Carla Madureira realça que a gravidade dessa situação territorial supera o estado de emergência nacional decretado para o país, "dado o impacto e as implicações significativamente maiores que [empresas e trabalhadores locais] já sofreram, estão a sofrer e continuarão a sofrer nos próximos tempos".

Nesse contexto, a deputada quer ainda ver esclarecido se o regime simplificado de "lay-off" disponível para as empresas de Ovar irá "abranger os salários referentes ao mês de março" ou apenas os posteriores.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro na China e já infetou mais de 428.000 pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 19.000 morreram.

O continente europeu é atualmente o que regista maior número de novos casos, 226.000, sendo Itália o país com mais vítimas mortais em todo o mundo. Contabiliza 6.820 mortos em 69.176 diagnósticos positivos e, desses infetados, mais de 7.000 já foram dados como curados pelas autoridades.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde indicou hoje que o surto de Covid-19 já provocou 43 mortes e 2.995 infetados. Nesse universo de doentes, 276 estão internados, 61 dos quais em cuidados intensivos. Há ainda 22 cidadãos que já recuperaram da doença.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório