Meteorologia

  • 06 ABRIL 2020
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 18º

Edição

Venezuela? "Objetivo é muito simples. É que a suspensão seja levantada"

O ministro Augusto Santos Silva fez declarações sobre o encontro que manteve em Genebra com o seu homólogo venezuelano.

Venezuela? "Objetivo é muito simples. É que a suspensão seja levantada"

O Ministro dos Negócios Estrangeiros foi entrevistado, esta terça-feira na RTP3, e falou sobre o encontro que manteve esta terça-feira em Genebra, na Suíça, com o seu homólogo venezuelano acerca da tensão Portugal-Venezuela.

A reunião "creio que decorreu num ambiente cordial", referiu Augusto Santos Silva, acrescentando que foi "positiva", uma vez que se tratou de "mais um passo num trabalho diplomático que está em marcha desde que soubemos que as autoridades venezuelanas tinham decidido a suspensão dos voos da TAP por 90 dias"

"O nosso objetivo é muito simples: é que a suspensão seja levantada", frisou o ministro, sublinhando: "Não tencionamos mudar a nossa política externa, não tencionamos mudar a nossa política externa em relação à Venezuela, em relação à qual só temos um interesse que é o bem-estar e segurança da comunidade portuguesa e luso-venezuelana". 

"E só temos um objetivo que é contribuir - na medida das nossas possibilidades - para que a crise que se vive naquele país possa ser superada por meios pacíficos e políticos", acrescentou Santos Silva.

Este foi o momento "dos dois chefes de diplomacia poderem cara a cara trocar opiniões e fazer uma avaliação a este caso e das suas consequências" e também "trocar informações": "Disse ao meu colega que já conhecíamos o resultado do inquérito que mandámos fazer e que é claro ao estabelecer que não houve nenhuma falha de segurança em nenhum momento relativamente aquele voo" da TAP. 

"O meu colega deu-me as informações que dispõem e que não coincidem com as nossas. Temos de continuar a trabalhar", afirmando que "estamos numa fase muito preliminar do trabalho diplomático". 

Português infetado com Coronavírus no Japão

Augusto Santos Silva explicou que Portugal tem "feito diligências" desde que soube que "havia portugueses a bordo do Diamond Princess". "A partir so momento em que soubemos neste caso particular, que o teste tinha dado positivo, fizemos as diligências possíveis para um objetivo: que fosse objeto de tratamento hospitalar".

Isto "foi conseguido", ressalvou, agradecendo o apoio "inexcedível" das autoridades japonesas neste processo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório