Meteorologia

  • 29 MARçO 2020
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

PSD de Coimbra adota nova estratégia para autárquicas

O PSD de Coimbra "tem a obrigação moral e política de construir uma alternativa credível para as eleições [autárquicas] de 2021", aprendendo com "a dura lição das derrotas anteriores", disse o líder da concelhia social-democrata.

PSD de Coimbra adota nova estratégia para autárquicas
Notícias ao Minuto

14:47 - 23/02/20 por Lusa

Política PSD

A nova estratégia política do PSD considera que o partido tem "a obrigação moral e política de construir uma alternativa credível para as eleições de 2021, aprendendo com a dura lição das derrotas anteriores, renovando ideias e abrindo portas à capacidade crítica ainda existente em Coimbra", afirmou o presidente da concelhia social-democrata, Carlos Lopes.

O PSD conimbricense aprovou, este fim de semana, em Assembleia Concelhia, "por unanimidade, a nova estratégia do partido" para as próximas autárquicas, anunciou hoje a Comissão Política Concelhia de Coimbra, num comunicado enviado hoje à agência Lusa.

Carlos Lopes adverte, porém, citado por aquela estrutura, que, "para isso, [o PSD] tem de mobilizar todos os seu recursos em torno de uma estratégia política participada e consensualizada, de forma a criar uma dinâmica de mudança em todo o concelho".

O PSD de Coimbra, que perdeu, para o PS, a Câmara da cidade em 2013, vai apresentar "uma candidatura própria e autónoma" à Câmara e Assembleia municipais e a todas as juntas de Freguesia, "aberta à sociedade coimbrã num novo modelo de diálogo e concertação estratégica com os munícipes, empresas, instituições sociais e o governo local", sublinha a mesma nota de imprensa.

Os social-democratas concorrerão com um "programa político diferenciador e mobilizador, dando prioridade ao investimento empresarial, à fixação de empresas e criação de postos de trabalho sustentáveis, em todo o concelho de Coimbra, devendo ser concretizadas nas políticas públicas e na inovação organizacional da Câmara", acrescenta.

De acordo com a estratégia aprovada, o PSD vai "escolher pessoas de elevada competência, seriedade e disponibilidade para o serviço público, exprimindo forte renovação dos seus quadros políticos, assegurando equilíbrio intergeracional e paridade entre sexos, sem registo de conflitos judiciais e patente probidade social", assegura Carlos Lopes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório