Meteorologia

  • 01 ABRIL 2020
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

BE quer explicações do Governo sobre conflito no Porto de Lisboa

O Bloco de Esquerda pediu hoje a audição urgente, no parlamento, do ministro das Infraestruturas sobre a situação no Porto de Lisboa, devido à "escalada do conflito" entre trabalhadores e as empresas portuárias.

BE quer explicações do Governo sobre conflito no Porto de Lisboa
Notícias ao Minuto

14:06 - 21/02/20 por Lusa

Política BE

Os bloquistas informaram, em comunicado, que pediram, "com caráter de urgência", a audição dos representantes do grupo Yilport, do Sindicato dos Estivadores e da Actividade Logística (SEAL) e do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, na comissão parlamentar do Trabalho e da Segurança Social.

A greve dos estivadores, a dois turnos, começou esta semana contra os salários em atraso e incumprimento dos acordos celebrados por parte da Associação de Empresas de Trabalho Portuário de Lisboa (A-ETPL), empresa de cedência de mão-de-obra às sete empresas de estiva do Porto de Lisboa.

Os primeiros dois dias da greve convocada pelo SEAL no Porto de Lisboa, que prevê a recusa dos estivadores ao trabalho para três empresas do grupo turco Yilport - Liscont, Sotagus e Multiterminal - e para uma quarta empresa, TMB (Terminal Multiusos do Beato), registaram uma adesão de 100 por cento.

A A-ETPL, empresa de trabalho portuário que garante a disponibilização de mão-de-obra aos diferentes operadores do Porto de Lisboa e que tem vindo a pagar os salários aos estivadores às prestações desde há cerca de um ano e meio, reuniu-se na terça-feira com a direção do SEAL numa derradeira tentativa para evitar a greve.

O BE considerou que a Yilport, ao propor "reduções salariais", está "a promover uma escalada de conflito com os trabalhadores, instrumentalizando-o para exigir ao Governo taxas mais baratas", e que o anunciado pedido de insolvência da A-EPTL "insere-se nessa estratégia".

Na quinta-feira, a A-ETPL, empresa de cedência de mão-de-obra às sete empresas de estiva do Porto de Lisboa, anunciou que vai pedir a insolvência devido à situação financeira em que se encontra, foi hoje anunciado.

"A A-ETPL, reunida em assembleia geral, decidiu pedir a insolvência da associação, face à situação financeira em que esta se encontra, e face à impossibilidade de encontrar soluções para a sua viabilização com o sindicato representante dos trabalhadores", refere um comunicado enviado à Lusa.

A insolvência foi anunciada um dia depois dos estivadores do Porto de Lisboa terem iniciado uma greve de três semanas em protesto contra os salários em atraso e incumprimento dos acordos celebrados por parte da A-ETPL.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório