Meteorologia

  • 09 ABRIL 2020
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Ferro destaca "enorme valor intelectual" e extensa carreira de Pina Moura

O presidente da Assembleia da República afirmou hoje que recebeu com "enorme consternação" a notícia da morte do antigo ministro Pina Moura, considerando que foi um homem "de enorme valor intelectual" e com uma extensa carreira política.

Ferro destaca "enorme valor intelectual" e extensa carreira de Pina Moura
Notícias ao Minuto

12:32 - 21/02/20 por Lusa

Política Óbito

Antigo ministro da Economia e das Finanças no segundo Governo liderado por António Guterres (1999/2002) e antes secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro (1995/1997), Joaquim Pina Moura morreu em casa, na quinta-feira, em Lisboa, aos 67 anos, devido a doença neurodegenerativa.

Na sua mensagem, presidente da Assembleia da República referiu que foi "com enorme consternação" que tomou "conhecimento do falecimento de Joaquim Pina Moura, em consequência da grave doença que o afligia".

"Tive o privilégio de ser seu amigo e com ele trabalhar, sobretudo, quando ambos fizermos parte dos XIII e XIV Governos Constitucionais, liderados pelo engenheiro António Guterres. Homem de enorme valor intelectual, licenciado em economia e pós-graduado em economia monetária, Pina Moura teve uma extensa carreira política, como militante do Partido Comunista Português, da Plataforma de Esquerda e, posteriormente, do Partido Socialista", aponta depois Ferro Rodrigues.

O velório de Pina Moura realiza-se no domingo das 15:00 às 23:00 "no antigo museu dos Coches", em Belém, e o funeral na segunda-feira para o cemitério Prado do Repouso, a partir das 14:00", disse à Lusa o filho, o fotojornalista João Pina.

Natural de Loriga, Seia (distrito da Guarda), Pina Moura frequentou o curso de Engenharia Mecânica na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e foi dirigente da Associação de Estudantes entre 1972 e 1974.

Licenciado em Economia, obteve uma pós-graduação em Economia Monetária e Financeira pelo Instituto Superior de Economia e Gestão, onde foi assistente.

Foi membro do Partido Comunista Português entre 1972 e 1991, tendo aderido ao Partido Socialista em setembro de 1995.

Joaquim Pina Moura exerceu o cargo de secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro António Guterres até 1997, ano em foi nomeado ministro da Economia do XIII Governo Constitucional.

Em 1999, foi nomeado ministro das Finanças e da Economia do XIV Governo Constitucional, também liderado por António Guterres.

Pina Moura foi ainda administrador da Galp e presidente da Iberdrola Portugal.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório