Meteorologia

  • 09 ABRIL 2020
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

PSD quer "obrigar" Governo a corrigir disccriminação entre universidades

Os deputados do PSD/Madeira na Assembleia da República pretendem "obrigar" o Governo central a corrigir a discriminação no tratamento financeiro dado às universidades das regiões autónomas, foi hoje anunciado.

PSD quer "obrigar" Governo a corrigir disccriminação entre universidades
Notícias ao Minuto

16:41 - 17/02/20 por Lusa

Política PSD

"Queremos obrigar o Governo da República a clarificar e, sobretudo, a corrigir aquilo que é uma injustificável e inadmissível diferença de tratamento entre as duas Universidades -- a da Madeira e dos Açores -- que teve lugar quando estávamos a discutir o Orçamento do Estado", disse a deputada social-democrata madeirense Sara Madruga da Costa.

A parlamentar falava após uma reunião mantida com o reitor da academia da Madeira, José Carmo.

Sara Madruga da Costa salientou que esta é uma "luta que é para continuar e reforçar até que toda esta situação venha a ser devidamente esclarecida e corrigida".

"É inaceitável que o Governo da República tenha dado instruções ao PS para chumbar a proposta de alteração ao Orçamento do Estado, apresentada pelos deputados do PSD/Madeira, quando, em simultâneo, assinava, à porta fechada e apenas com a Universidade dos Açores, um reforço financeiro de 4,8 milhões de euros".

Com esta medida a instituição do Açores vai receber mais 1,2 ME anuais em comparação com a Universidade da Madeira.

A reunião entre os deputados do PSD Sara Madruga da Costa e Sérgio Marques e o reitor José Carmo aconteceu na véspera da discussão na Assembleia da República de um requerimento apresentado pelo PSD para ouvir o Ministro do Ensino Superior.

"Esperamos que (...) venha a ser aprovado, amanhã [terça-feira], aquando da sua discussão", declarou a deputada madeirense, censurando que o Governo da República, "com a cumplicidade do PS e dos deputados socialistas madeirenses, optou por um tratamento discriminatório e por uma atribuição seletiva de verbas apenas à Universidade dos Açores em detrimento da Universidade da Madeira".

O PSD/Madeira defende um "tratamento justo e equitativo entre as duas universidades",acrescentando que o partido "não aceita esta postura e esta discriminação política para com a região".

Os deputados sociais-democratas madeirenses pretendem que a Universidade da Madeira receba "no mínimo", através de contrato-programa, "o mesmo que os Açores (ou seja, um reforço de 1,2 milhões de euros por ano)".

Mas, adianta, que vão "continuar a reivindicar uma majoração do financiamento que atenda às questões da insularidade e ultraperiferia, questões fundamentais para que, no futuro, a Madeira possa ter uma Universidade com cada vez mais meios e ainda maior capacidade para desenvolver uma área essencial numa Região Autónoma, que é a educação".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório