Meteorologia

  • 02 ABRIL 2020
Tempo
16º
MIN 7º MÁX 19º

Edição

PCP acusa Rio de branquear responsabilidades nos problemas do país

O PCP acusou hoje o presidente do PSD, Rui Rio, de branquear, no seu discurso de encerramento do Congresso em Viana do Castelo, todas as responsabilidades políticas que o partido tem tido nos problemas estruturais do país.

PCP acusa Rio de branquear responsabilidades nos problemas do país
Notícias ao Minuto

19:24 - 09/02/20 por Lusa

Política PCP

Representantes do PS, PCP, CDS-PP, PAN, Verdes, Chega e Iniciativa Liberal assistiram ao discurso de encerramento de Rui Rio em Viana do Castelo, entre os quais o novo líder centrista, Francisco Rodrigues dos Santos, e o presidente dos socialistas, Carlos César.

Em declarações aos jornalistas, Gonçalo Oliveira, membro da Comissão Política do PCP, acusou Rui Rio de branquear as responsabilidades políticas que o partido tem.

"Tenho que registar o facto óbvio que foi feito um grande esforço por parte de Rui Rio para, passando em revista um conjunto de problemas estruturais do nosso país, branquear todas as responsabilidades que a política do PSD tem tido nos problemas que identifica", afirmou.

O dirigente comunista, que comentava o discurso do líder social-democrata, considerou "notória" a ausência de propostas e afirmou que, no que é apresentado como "sendo estrutural para o país, há uma convergência com as opções mais negativas até do Governo do Partido Socialista, nomeadamente nas questões de estabilidade orçamental e da submissão aos interesses da União Europeia".

Questionado sobre se a aproximação entre PSD e o CDS-PP muda a relação do PCP com o PS, aproximando-os, Gonçalo Oliveira sublinhou que a relação dos comunistas com os partidos é sempre norteada pelo compromisso assumido com os trabalhadores e o povo português.

"Essa é que é a aliança que importa para os comunistas, não as questões do parlamento", defendeu, salientando que na "própria intervenção do presidente do PSD fica claro que os partidos movem-se por questões de defesa de interesses de classes".

O presidente do PSD destacou hoje a presença da delegação do CDS-PP no encerramento do congresso do seu partido, dizendo que esta força política partilhou com os sociais-democratas e o Governo do país em "momentos difíceis".

Rui Rio referiu-se à delegação do CDS-PP presente no encerramento do 38º Congresso Nacional do PSD, em Viana do Castelo - e que é liderada pelo novo presidente democrata-cristão, Francisco Rodrigues dos Santos - logo nas suas primeiras palavras do seu discurso.

Aquele responsável afirmou ainda não era expectável que neste congresso fosse apresentada uma política alternativa para resolver os problemas do país.

"Aquilo que acabo por ressaltar é a ambição de um partido que quer regressar ao poder", defendeu.

Para Gonçalo Oliveira apenas o PCP pode "com autoridade" referir-se ao problema dos baixos salários ou da precariedade, sabendo que não tem tomado medidas para agravar esta situação.

"Antes pelo contrário tem propostas e luta todos os dias para superar esses problemas", disse.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório