Meteorologia

  • 17 FEVEREIRO 2020
Tempo
16º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

Nuno Melo admite que partido estava saturado do "portismo"

O eurodeputado Nuno Melo admitiu hoje que o 28.º congresso do CDS marca "um novo ciclo", com o fim do "portismo", e disse esperar que o novo líder centrista, Francisco Rodrigues dos Santos dê "continuidade" a esse legado.

Nuno Melo admite que partido estava saturado do "portismo"
Notícias ao Minuto

14:10 - 26/01/20 por Lusa

Política Congresso CDS

À chegada ao Parque de Exposições de Aveiro, onde decorre o congresso, Nuno Melo afirmou ter sido evidente, no congresso e nas votações, que se abriu "um novo ciclo", em que "os militantes decidiram e quiseram alterar a liderança", e disse esperar que o novo líder tenha "capacidade de unir".

Questionado se o partido estaria saturado dos dirigentes associados ao "portismo", Melo afirmou: "Manifestamente que sim. De resto, o congresso mostrou durante os trabalhos e mostrou principalmente votando."

Nuno Melo disse acreditar que Francisco Rodrigues dos Santos "perceba que muito do melhor do partido está em quem perdeu este congresso", dado que o CDS "não se resume a 2019", quando os centristas tiveram duas derrotas, na europeias e nas legislativas.

O antigo deputado, na liderança de Portas, fez mais um elogio o "consulado do portismo", que se traduziu "numa das mais extraordinárias da vida do CDS", porque foi com ele que "o partido se reergueu" de uma série de maus resultados eleitorais.

Esse grupo dentro do partido "não estava gasto", mas agora Nuno Melo espera que Francisco Rodrigues dos Santos possa dar "uma continuidade!" a esse "legado, integrando o melhor que aí nasceu".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório