Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2020
Tempo
10º
MIN 6º MÁX 13º

Edição

Partidos chamados a Belém. Marcelo quer ouvi-los sobre o OE2020

O Presidente da República vai receber os dez partidos políticos com assento parlamentar na terça e na quarta-feira, após a entrega da proposta de Orçamento do Estado para 2020 pelo Governo na Assembleia da República.

Partidos chamados a Belém. Marcelo quer ouvi-los sobre o OE2020
Notícias ao Minuto

19:38 - 12/12/19 por Lusa

Política OE2020

Estas datas foram divulgadas no portal da Presidência da República na Internet, através de uma nota na qual se refere que o chefe de Estado irá receber os partidos "no quadro dos contactos regulares" com as forças políticas.

Marcelo Rebelo de Sousa tinha anunciado no final de outubro que iria receber os partidos políticos sobre o Orçamento do Estado para 2020 depois de o Governo entregar a proposta no parlamento - o que está previsto acontecer na segunda-feira, 16 de dezembro - e mais tarde os parceiros sociais.

"Logo a seguir, ainda antes do fim do ano, eu receberei os partidos políticos, como lhes prometi, e os parceiros sociais, para os ouvir sobre o Orçamento", afirmou aos jornalistas, em Lisboa.

Marcelo Rebelo de Sousa adiantou que estas reuniões com os dez partidos políticos com assento parlamentar - PS, PSD, BE, PCP, CDS-PP, PAN, PEV, Chega, Iniciativa Liberal e Livre - ficaram previstas quando os recebeu dois dias a seguir às eleições legislativas de 06 de outubro, no dia em que indigitou António Costa como primeiro-ministro.

"O que eu disse aos partidos, quando os recebi para a indigitação do primeiro-ministro, foi que os iria receber logo que o Governo apresentasse a sua proposta de Orçamento", relatou.

Na anterior legislatura, o Presidente da República recebeu com frequência os partidos com assento parlamentar, várias vezes por ano, e em 2016 e 2017 promoveu audiências em outubro, em vésperas ou no decurso do debate orçamental.

No ano passado, recebeu as forças políticas na semana seguinte à votação final global do Orçamento do Estado para 2019, no início de dezembro.

Contudo, nas reuniões anteriores, no final de julho de 2018, já tinha auscultado os partidos sobre "o que pensam acerca do Orçamento do Estado", assim como sobre "pontos de política fundamentais neste fim de legislatura", disse na altura Marcelo Rebelo de Sousa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório