Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2020
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Livre reunido para sanar divergências. "Todos os partidos têm conflitos"

Rui Tavares e Joacine Katar Moreira foram ouvidos pelos jornalistas este domingo à entrada da sede do Livre, em Lisboa, onde irá decorrer a reunião da cúpula do partido. Em cima da mesa deverão estar as divergências que vieram a lume nas últimas semanas.

Livre reunido para sanar divergências. "Todos os partidos têm conflitos"
Notícias ao Minuto

12:00 - 08/12/19 por Anabela Sousa Dantas 

Política Joacine Katar Moreira

A direção do partido Livre (Grupo de Contacto) reúne este domingo de manhã com a sua deputada única, Joacine Katar Moreira, depois do tumulto interno trazido a público com a votação de uma proposta do PCP sobre as agressões israelitas na Faixa de Gaza.

Rui Tavares admitiu, à entrada para a sede do partido, em Lisboa, que "todos os partidos têm conflitos", sendo "a maneira como os sabem resolver" aquilo que os distingue.

"É nisso que o Livre vai, estou certo, distinguir-se. Porque não há nada que seja mais importante para toda a gente que fundou o partido e lhe deu anos de vida - num partido que esteve durante muitos anos sem dinheiro e sem representação parlamentar (...) - do que ter o partido anti-populismo de que Portugal precisa, o partido da esquerda verde europeia de que Portugal precisa".

Joacine Katar Moreira asseverou, pouco depois, que "não existe conflito absolutamente nenhum". "Há uma relação de diálogo e de entendimento, é isto que hoje iremos ali falar", completou.

Recorde-se que na última Assembleia do Livre ficou decidido que a falta de entendimento entre a deputada e o Grupo de Contacto seria remetida para Conselho de Jurisdição, que entretanto propôs uma "atuação disciplinar, se for caso disso" para Joacine Katar Moreira ou para o partido, conforme noticiou a TSF. Na reunião deste domingo, será debatida uma decisão.

Depois de um voto de abstenção da deputada única numa proposta de lei sobre as agressões israelitas na Faixa de Gaza, o Livre emitiu um comunicado onde se demarca daquele voto por ser em "contrassenso com o programa eleitoral do Livre e com o historial de posicionamento do partido nestas matérias".

Joacine reagiu também através de comunicado assumindo responsabilidade pelo voto. Mais tarde, ao Notícias ao Minuto, sublinhou que existiram dúvidas e que a comunicação com a direção falhou. "Eu sei que eu tenho liberdade, mas eu estou a assumir um ideal: que os meus posicionamentos também sejam os do meu partido", indicou, numa entrevista onde deixou críticas contundentes ao Grupo de Contacto.

A polémica em torno do Livre resultou já na saída de Miguel Dias, um dos membros fundadores do Livre e candidato pelo círculo de Setúbal, segundo o próprio, por uma questão de "postura política".

Joacine Katar Moreira tem, entretanto, continuado o seu trabalho como deputada e ativista, marcando presença em reuniões com a Federação Portuguesa das Associações de Surdos e da Federação Nacional da Educação, assim como numa vigília pela habitação digna, na Amadora, e na recepção a Greta Thunberg.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório